São Paulo F.C



No Pacaembu, Patón arma o time com novidade

Recuperado de uma amigdalite, atacante Alan Kardec foi confirmado para o duelo com o The Strongest-BOL

O Tricolor fará a sua estreia na fase de grupos da Libertadores da América de 2016 com novidade. No Pacaembu, estádio que receberá a primeira partida da equipe pelo Grupo 1, o técnico Edgardo Bauza comandou nesta terça-feira (16) a última atividade antes do duelo com o The Strongest-BOL e promoveu a volta do atacante Alan Kardec. Recuperado de uma amigdalite que o tirou de dois confrontos, o camisa 14 foi confirmado entre os titulares no trabalho tático desta manhã.

Para deixar o elenco ainda mais ambientado ao palco da partida com os bolivianos, a comissão técnica encerrou os preparativos para o embate desta quarta no Estádio Paulo Machado de Carvalho. Os jogadores se reapresentaram pela manhã no Centro de Treinamento da Barra Funda, tomaram café e seguiram para o Pacaembu. Após o aquecimento, Patón convocou os titulares e teve uma pequena conversa no gramado.

O lateral-direito Bruno, recuperado de dores musculares que o tiraram de campo no decorrer do clássico, foi liberado pelo Departamento Médico após fazer exercícios fisioterápicos e reforçou a equipe, que foi escalada com Denis; Bruno, Lucão, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes e Paulo Henrique Ganso; Michel Bastos, Centurión e Alan Kardec - herdou a vaga do argentino Calleri, que fez atividades físicas com os preparadores.

"Depois de ver todas as alternativas e a recuperação dos atletas, decidi que o time vai ser o mesmo contra o Corinthians, salvo a entrada do Kardec pelo Calleri. É a única mudança. Depois, esperamos começar bem", revelou o treinador durante a coletiva de imprensa assim que finalizou os ajustes de olho no The Strongest-BOL.

No trabalho tático, Bauza cobrou bastante movimentação e toques rápidos. Na sequência, formou o time suplente - para supervisionar o coletivo - com Renan Ribeiro; Mateus Caramelo, Lyanco, Lugano e Carlinhos; João Schmidt, Wesley e Auro; Kelvin, Rogério e Kieza. Como de costume, além de parar a atividade diversas vezes para passar algumas instruções, o técnico aprimorou as cobranças de bolas paradas (escanteios e faltas) de diferentes ângulos.

"Vimos um vídeo do adversário, que empatou o clássico com Bolívar. Vimos jogos anteriores também. Quando eles têm a bola, atacam com muita gente. Não sabemos a postura do The Strongest aqui, mas temos claro o que vamos buscar: vamos tentar jogar no campo deles e vencer. Tomara que possamos fazer um bom jogo", acrescentou o treinador, que na etapa final ditou o ritmo de um complemento técnico: cruzamentos e finalizações.

Vale lembrar que para garantir vaga no Grupo 1 da Libertadores, o Tricolor eliminou o César Vallejo-PER na primeira fase. Na ida, empate por 1 a 1, no Peru. Na volta, o gol do atacante Rogério garantiu o clube na competição. Além dos bolivianos, o atual campeão River Plate-ARG e o Trujillanos-VEN completam a chave.