São Paulo F.C



"Eles tratam o futebol como uma guerra"

São Paulo é impedido de reconhecer o gramado do Emelec e vai a campo sem treinar

Como se não bastasse a maratona de viagens que os jogadores são-paulinos estão tendo que enfrentar nessa desgastante semana, agora o percalço não veio do mau tempo ou da distância. E, sim, da atitude antidesportiva do adversário do Tricolor nesta quarta-feira (5), pelas quartas de final da Sul-Americana de 2014, o Emelec-EQU.

A diretoria do clube equatoriano não autorizou o São Paulo a treinar com bola. O 'reconhecimento do gramado' teve de ser feito apenas com os olhos e alguma caminhada pelo campo, apenas de tênis. A inesperada atitude dos anfitriões revoltou o técnico Muricy Ramalho, que não escondeu o seu descontentamento com a postura do adversário.

"Eles tratam o futebol como guerra. E não é. Isso não existe mais. Viemos aqui para jogar futebol", bradou o treinador, que tratou de tirar a equipe de campo tão logo foi negada a utilização de bolas - mesmo com os atletas calçando tênis os ao invés de chuteiras.

Vale lembrar que, na última semana, o Tricolor deu todas as condições para o Emelec reconhecer o gramado do Morumbi, como prevê o regulamento da competição organizada pela CONMEBOL. Desta forma, o São Paulo vai a campo para obter uma vaga na semifinal da competição internacional sem fazer um treino com bola sequer no Equador.

Após o incidente, os atletas deixaram o Estádio George Capwell e retornaram ao hotel onde estão hospedados. Lá, sob os cuidados do preparador físico Zé Mário, os jogadores fizeram atividades de fortalecimento muscular e aeróbio antes de retomarem a concentração para o duelo desta quarta.

Na última segunda-feira (3), a delegação são-paulina passou o dia viajando. Nesta terça (4), foi impedido de reconhecer o campo antes do decisivo duelo que renderá ao vencedor uma vaga na semifinal. A goleada do Tricolor no duelo de ida, por 4 a 2, no Morumbi, garantiu ao time brasileiro o direito de poder ser derrotado até por um gol de diferença para avançar no torneio.

O clube vitorioso enfrentará Atlético Nacional, da Colômbia, ou Universidad César Vallejo, do Peru, na semifinal. Na ida, os colombianos venceram por 1 a 0 e ganharam o direito de atuar pelo empate para conseguir a classificação.