São Paulo F.C



"Com a nossa torcida, vamos retomar a força no Morumbi"

Edimar ressalta importância dos torcedores são-paulinos para entrar no returno do Campeonato Brasileiro

_PAF0013.jpg

Por Fernando Nunes / saopaulofc.net

Diante de sua torcida, o Tricolor entrará no segundo turno do Campeonato Brasileiro na manhã do próximo domingo (13), às 11h (de Brasília), diante do Cruzeiro. E para começar bem a etapa decisiva da competição nacional, o lateral-esquerdo Edimar confia no apoio incondicional do torcedor são-paulino.

De acordo com o experiente ala, a equipe precisa recuperar a força no Morumbi para subir na tabela e sair deste momento incômodo. “Nosso torcedor, mais uma vez, vai lotar o Morumbi, vai nos apoiar. Vamos tentar tirar o São Paulo dessa situação. Tem que melhorar. Estamos jogando dentro do nosso ambiente com o nosso torcedor e temos que começar a ganhar”, disse o camisa 16, que completou.

“O Morumbi tem que virar o nosso forte para somarmos pontos. É a nossa casa. Com a nossa torcida, vamos retomar a força no Morumbi”, acrescentou o jogador, que destacou a semana cheia de atividades no Centro de Treinamento da Barra Funda para ajustar o time. “Semana livre é muito benéfica para qualquer clube. Ajusta a parte física, a parte técnica e a parte tática. O treinador tem tempo para fazer os ajustes que julga necessário”, avaliou o atleta, que acrescentou.

“O Dorival tem feito isso. Mas o São Paulo sempre trabalha forte para sair dessa situação. Teremos várias semanas livres pela frente para que o time melhore. Se não tomarmos gols, estamos mais perto de sair com a vitória. É o que estamos fazendo todos os dias, trabalhando nesse sentido. Todos estão vendo os trabalhos que estão sendo feitos. Quando falamos de parte defensiva, me refiro a todos. Todos precisam ajudar na recomposição”, opinou.

Com 19 pontos em 19 rodadas, o time são-paulino ocupa a 17ª colocação. Já os mineiros estão no sétimo lugar, com 27 pontos. “É impossível olhar para a tabela e não sofrer pelo fato do São Paulo estar na zona de rebaixamento. Temos que começar o segundo turno de outra maneira, corrigir o que está errado. Só com trabalho é que tudo pode mudar. Esperamos começar o segundo turno da melhor situação possível”, finalizou.