São Paulo F.C



Nota Oficial - Futebol Feminino

SÍMBOLO

O São Paulo Futebol Clube informa que sete membros da comissão técnica e duas atletas do futebol feminino contraíram Covid-19 na última semana. Dois casos foram detectados ainda em Salvador, quando o time estava concentrado para o duelo com o Vitória, em que o Tricolor venceu por 6 a 0.

Os mesmos não participaram da partida e permaneceram em isolamento, por precaução, após apresentarem febre, mesmo sem o resultado prévio do exame de RT-PCR, que foi realizado dentro do hotel e recebido no dia seguinte.

Com resultados positivos comprovados, os funcionários do clube permanecem na Bahia, em quarentena, com o respaldo médico do clube e toda assistência necessária. Os colaboradores retornarão a São Paulo apenas quando seus exames estiveram comprovadamente negativados. 

Por conta disso, o São Paulo solicitou que fosse realizado um exame extra e emergencial em todos os funcionários relacionados ao convívio do Departamento de Futebol Feminino e atletas, na terça-feira (6), suspendendo o treinamento, por precaução.

Neste, foram detectados resultados positivos em mais cinco membros da comissão técnica, que foram imediatamente afastados, assim como em uma das atletas, que não estava na viagem. Os nove infectados estão com sintomas brandos e passam bem.

O elenco voltou a treinar na quarta-feira (7), à tarde, sem a participação dos membros da comissão técnica afastados, que foram substituídos temporariamente pela comissão sub-17, liderada por Thiago Viana. A comissão substituta passou por exames na última quinta-feira (8), antes de ser integrada formalmente pelos próximos 14 dias.

O exame realizado na quinta-feira foi o exame oficial da CBF para a partida entre Ferroviária e São Paulo, que acontece no domingo, dia 11, às 19h, em Araraquara, pela penúltima rodada da fase de grupos do Campeonato Brasileiro Feminino. Todo o elenco fez o exame novamente.

Antes, desde a apresentação no dia 3 de agosto, o São Paulo tinha apresentado cinco testes positivos de Covid-19, sendo três de atletas e duas vezes para um mesmo membro da comissão técnica, de forma seguida. Todos foram assintomáticos, porém detectados e afastados conforme previsto em protocolo. Durante toda pandemia, o São Paulo Futebol Clube realizou exames por conta própria para monitoramento da saúde de suas atletas e também por zelo aos adversários.