São Paulo F.C



Nota Oficial de Esclarecimento

Diante da desinformação suscitada à imprensa pela oposição à atual gestão do Clube, acerca do julgamento de recurso de agravo de instrumento na presente data pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, cumpre esclarecer o quanto segue:

1.   O que restou decidido não diz respeito em hipótese alguma à discussão acerca da reeleição do presidente do Clube, muito menos existe ordem judicial determinando sua saída do respectivo posto. Sequer isso era objeto da discussão judicial.

2.   O corpo jurídico do Clube examinará oportunamente o teor da decisão e a pertinência em recorrer, lembrando que, o que foi decidido, não se trata de decisão definitiva.

3.   Em verdade, a discussão de fundo remete à antiga contenda judicial entre o São Paulo F.C. e o grupo de oposição iniciada em 2004, discussão essa que será decidida pelo Superior Tribunal de Justiça e pelo Supremo Tribunal Federal por ocasião de julgamento de recurso especial e de recurso extraordinário interpostos pelo Clube, ambos admitidos e recebidos no efeito suspensivo.

4.   O que se decidiu nesta data foi apenas e tão somente a não atribuição de efeito suspensivo à apelação contra a sentença que cuidou da reforma estatutária, estando, ao contrário, sob efeito suspensivo, a apelação da sentença que tratou da eleição do presidente da diretoria para o exercício do vigente mandato.

Desinformar e tentar desestabilizar têm sido o mote oposicionista, que, quando situação, cumpriu seus mandatos sem interferência alguma da oposição de então, muito menos com questões levadas à apreciação do Poder Judiciário. Cada são-paulino exerce sua fé da forma que entende ser de seu feitio.

São Paulo Futebol Clube