São Paulo F.C



Wellington inicia recuperação no REFFIS

Volante são-paulino poderá contar, a partir de agora, com toda a estrutura do CT da Barra Funda

DSC_0062.JPG

Por Érico Leonan / saopaulofc.net

A reapresentação do elenco são-paulino nesta segunda-feira (18) contou com uma boa notícia para o volante Wellington. O jogador, que se recupera após cirurgia para correção de ruptura no ligamento cruzado do joelho direito, foi liberado pelo Departamento Médico para iniciar o processo fisioterápico no REFFIS. Desde a cirurgia, no dia sete deste mês, o meio-campista realizava o tratamento em casa sob orientação dos fisioterapeutas do Tricolor.

Agora, porém, o atleta poderá utilizar toda a estrutura do Centro de Treinamento da Barra Funda para dar sequência ao seu processo de retorno depois de sofrer a lesão. “Estou muito feliz de poder dar este passo na minha recuperação, que felizmente tem sido boa. Gostaria de agradecer ao São Paulo, porque nunca desampara os seus jogadores. É um clube que sempre ajuda o atleta, e foi assim comigo também”, afirmou o defensor, que completou.

“A minha recuperação começou logo após a cirurgia, em casa mesmo, mas poder retornar ao CT é importante e sem dúvida irá me ajudar ainda mais. Espero voltar o quanto antes e defender a equipe”, acrescentou Wellington, que seguirá a programação do Departamento Médico e fará fisioterapia em ‘três períodos’: manhã e tarde no REFFIS, e de noite em casa.

O volante sofreu a lesão no dia dois de abril, no Centro de Treinamento da Barra Funda, durante uma atividade com os atletas não relacionados para a partida contra o Oeste (2 x 1). Na ocasião, o meio-campista sofreu um entorse no joelho e precisou deixar o treino antes dos companheiros. Com a lesão no joelho, o defensor deverá ficar novamente a disposição do técnico Edgardo Bauza no último trimestre deste ano.

Revelado no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, Wellington disputou 169 jogos em sua primeira passagem pelo clube. Ao lado de Denilson, em 2012, formou uma grande dupla de volantes com o camisa 15 e deu força ao sistema defensivo na conquista da Copa Sul-Americana daquele ano. Mais tarde, foi emprestado ao Internacional (2014 e 2015), e retornou ao Tricolor no início deste ano.