São Paulo F.C



Gols com poder de decisão

Dos 12 tentos marcados por Rodrigo Caio, sete deram a vitória ao Tricolor

Aos 48 minutos do segundo tempo, no Estádio Gilbertão, Rodrigo Caio subiu alto de cabeça para garantir a importante virada do São Paulo sobre o Linense (2 x 1) no último domingo (4) e, assim, aproximar o clube da classificação para o mata-mata do Campeonato Paulista.

O tento do camisa 3, mais uma vez, foi decisivo para garantir o resultado positivo ao time são-paulino. Dos 12 gols do jogador pelo time principal, sete deram a vitória ao Tricolor. Foi assim, também, diante de São Bernardo (2 x 1, em 2013), Vasco da Gama (2 x 0, em 2013, somente este não foi o caso de vitória por um de saldo, mas o jogador abriu o placar), Corinthians (3 x 2, em 2014), Rio Claro (1 x 0, em 2016), Juventude (1 x 0, em 2016) e Fluminense (2 x 1, em 2016).

“Fiquei feliz de poder ajudar o São Paulo. Nossa equipe merecia a vitória, que foi muito importante pelo trabalho e dedicação de todos. O gol não é só meu, e sim de toda a equipe. Juntos, vamos atingir os nossos objetivos”, afirmou o zagueiro, que completou.

“Fiz questão de comemorar com os meus companheiros, porque nosso grupo é unido. A vitória foi de todos, e vamos com tudo para buscar a classificação”, acrescentou Rodrigo Caio. Dos 12 gols do jogador, 11 foram de cabeça e um com o pé direito (contra o Vasco da Gama, 2 x 2, pelo Campeonato Brasileiro de 2015).

Vale destacar que Rodrigo Caio é o atleta mais longevo do elenco: desde 2011 na equipe principal, o defensor disputa sua oitava temporada seguida. O zagueiro é o jogador do grupo que mais atuou em 2017 (54 jogos) e com mais participações dentro do elenco (265).

Campeão olímpico com a Seleção Brasileira em 2016, o camisa 3 vive a expectativa de disputar a Copa do Mundo da Rússia, em junho. O jogador foi convocado seis vezes pelo técnico Tite e atuou em três jogos, além de ter disputado a Copa América Centenário de 2016, nos Estados Unidos, sob o comando de Dunga.