São Paulo F.C



Bicampeão em território venezuelano, Tricolor defende hegemonia

País que receberá o confronto da Libertadores nesta quarta (16) guarda histórico vencedor do São Paulo

12443727_10154005203149153_915506538_o.jpg

Por Arquivo histórico / saopaulofc.net

Com a missão de vencer o Trujillanos-VEN na noite desta quarta-feira (16) para se manter firme na disputa por uma vaga nas oitavas de final da Libertadores da América, o Tricolor atuará em um país onde detém um histórico vencedor. Na Venezuela, o São Paulo já conquistou dois títulos internacionais e, mesmo longe de seus domínios, detém retrospecto animador diante dos anfitriões.

Em 1955 e 1963, o clube faturou os troféus da Pequena Copa do Mundo - uma espécie de protótipo de campeonato mundial. Na primeira edição, o time são-paulino superou o Valência-ESP, o Benfica-POR e o La Salle-VEN – equipe local. Mais tarde, em 1963, foi a vez de Real Madrid-ESP e Porto-POR tombarem frente ao Tricolor, que leva vantagem nos embates com os venezuelanos. Em seis confrontos com clubes do país, foram cinco vitórias e apenas um revés.

Já em duelos pelo torneio continental, como o desta noite no Estádio José Alberto Perez, em Valera, o histórico é ainda melhor: quatro triunfos em quatro partidas. O primeiro embate pela Libertadores diante dos venezuelanos foi em 2004. Na ocasião, com gols de Rogério Ceni, Luis Fabiano e Gustavo Nery, o Tricolor bateu o Deportivo Táchira por 3 a 0, no Morumbi. Já o último jogo com times da Venezuela ocorreu na edição de 2006: 2 a 0, no Morumbi, com gols de Danilo e Rogério Ceni.

O confronto desta quarta-feira, válido pela terceira rodada do Grupo 1, será inédito na história dos clubes. Vale lembrar que após eliminar o César Vallejo-PER na primeira fase Libertadores, o São Paulo estreou com derrota na fase de grupos. No Pacaembu, o time são-paulino foi batido pelo The Strongest-BOL por 1 a 0. Para tentar se recuperar e reagir na chave, o São Paulo arrancou o empate com o River Plate-ARG por 1 a 1, em Buenos Aires, e deu um importante passo para se reerguer e seguir firme na disputa por uma vaga nas oitavas de final.