São Paulo F.C



Maestro coloca mais uma na conta e bate recorde!

Com a assistência para o gol do Fabuloso, Ganso registrou a sua maior marca de passes para gols em um mesmo clube

9029.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Um dos momentos mais emocionantes do final de semana, durante o confronto entre São Paulo e Figueirense (3 x 2) pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, foi o gol marcado pelo atacante Luis Fabiano - que se despediu da torcida são-paulina, no Morumbi, e não conteve as lágrimas. E para balançar as redes e encerrar a sua passagem no Estádio Cícero Pompeu de Toledo em grande estilo, o Fabuloso contou com um 'garçom' inspirado e que vive uma de suas melhores temporadas na carreira.

Aos dez minutos do primeiro tempo, o Maestro Paulo Henrique Ganso deu o passe certeiro para o camisa 9 e, assim, bateu um recorde na carreira: quebrou a própria marca de assistências em um mesmo clube, na temporada. Agora, com 14 passes para gols pelo Tricolor, em 2015, o camisa 10 superou a sua marca de 2010, quando deu 13 assistências pelo Santos (seu ex-clube).

De quebra, o meio-campista são-paulino igualou o seu recorde de assistências em um mesmo ano. Em 2012, o armador deu 12 passes para gols pelo time santista e, depois, mais dois pelo Tricolor após trocar de equipe. Dessa forma, ainda em 2015, Ganso tem a oportunidade de registrar uma nova marca caso deixe algum companheiro em condições de marcar diante do Goiás no próximo final de semana, fora de casa, em duelo que marcará o encerramento do Campeonato Brasileiro.

E o Tricolor precisa, e muito, da genialidade do seu camisa 10 contra os goianos. Na quarta colocação da competição nacional, com 59 pontos, o São Paulo depende apenas de si para assegurar a vaga no G-4 e, consequentemente, disputar a Libertadores da América de 2016. O Internacional, que detém 57 pontos e está no quinto lugar, disputa com os paulistas uma vaga no torneio continental.

Vale lembrar que, com dez assistências, Paulo Henrique Ganso é o segundo maior 'garçom' do Brasileirão, superado apenas por Jadson (12). Além dos dez passes para gols, em 30 jogos, o Maestro ainda serviu os companheiros em outras 63 oportunidades (média de 2,1 por partida), mas os centroavantes não souberam aproveitar as assistências do armador. No triunfo sobre os catarinenses, além do passe para o gol do Fabuloso, o camisa 10 deu outros seis passes que os atacantes puderam finalizar.