São Paulo F.C



Invencibilidade embala Tricolor em Minas Gerais

De olho no G-4, São Paulo visitará o Cruzeiro com retrospecto favorável e hegemonia nos últimos dez anos

8804.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Se só um resultado positivo interessa ao Tricolor no próximo final de semana - quando visitará o Cruzeiro pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, em Belo Horizonte -, o histórico do confronto entre paulistas e mineiros mostra que é possível retornar do estado vizinho com os três pontos e, consequentemente, com uma vaga no G-4. Atuando como visitante diante dos cruzeirenses na competição nacional, o São Paulo detém grande retrospecto e defende uma invencibilidade de dez anos.

Nos últimos dez jogos com mando de campo dos mineiros, foram seis vitórias dos paulistas e quatro empates. O último revés da equipe são-paulina foi em 2004, por 2 a 1, no Estádio Governador Magalhães Pinto. No Brasileirão, no geral, o Tricolor também leva vantagem. Nos últimos 22 jogos, foram 14 vitórias do Tricolor e apenas um triunfo do Cruzeiro, além de sete empates.

Os números, aliás, dão força ao São Paulo no confronto. Na história dos clubes, são 75 partidas: 36 vitórias dos paulistas, 21 empates e 18 triunfos dos mineiros. Mesmo atuando como visitante, o Tricolor é superior nas estatísticas: em 40 jogos, são 19 vitórias, 11 empates e dez revezes (64 gols marcados e 43 sofridos). No Campeonato Brasileiro - torneio que colocará os dois times frente a frente no domingo (8) -, a equipe são-paulina também detém bons números: 28 vitórias em 51 duelos, além de 15 empates e oito derrotas.

Por fim, mesmo no Mineirão - casa do adversário -, o Tricolor demonstra historicamente que não se sente intimidado. Ao contrário. O retrospecto mostra que o São Paulo está à vontade no Estádio Governador Magalhães Pinto: 15 vitórias, nove empates e nove derrotas (48 gols marcados e 34 sofridos), em 33 partidas.

Quando medirem forças no final de semana, os clubes tentarão manter a briga pela vaga na Libertadores da América de 2016. O Tricolor ocupa a quinta colocação, com 53 pontos, enquanto o rival reagiu na competição e acumula nove confrontos de invencibilidade - os cruzeirenses estão no 10º lugar, com 45 pontos.