São Paulo F.C



Doriva, o 25º na 'dinastia' de Muricy, Poy, Minelli...

Volante, que foi jogador do clube, segue a mesma trajetória de grandes nomes que passaram pelo São Paulo

0889.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Revelado nas categorias de base do clube, Doriva defendeu a equipe profissional do São Paulo no início dos anos 90 - um dos melhores momentos do São Paulo - e praticamente 20 anos depois retornou ao Tricolor para assumir o time como treinador. E a trajetória do ex-volante é a mesma de grandes nomes que passaram pelo São Paulo, como Muricy, Poy e Minelli: foram atletas do clube e, mais tarde, tiveram a oportunidade de dirigir a equipe no banco de reservas.

Dessa forma, Doriva é o 25º são-paulino na história que seguiu este caminho. A lista, além dos já citados acima, conta com grandes nomes como Nelsinho Baptista, Leônidas da Silva, Rojas e Darío Pereyra. Por isso, com o desafio de comandar o time que o projetou para o futebol, Doriva não esconde a sua motivação e revela como será a sua filosofia de trabalho.

"Voltei a dormir no CT da Barra Funda, demorei a pegar no sono, porque passa um filme na cabeça dos momentos vividos. Foi maravilhoso passar a noite (de quarta para quinta, quando assinou contrato) aqui. A motivação e a mobilização são as minhas maneiras de trabalhar, exigindo intensidade. A intensidade no treino faz o jogo da mesma maneira. Gosto de encorajar os atletas, motivando e corrigindo para o treino ficar prazeroso", revelou.

Sem perder tempo, na última quinta-feira (8), o treinador já iniciou a sua trajetória como técnico do Tricolor. Doriva chegou cedo ao CT, pôde rever os amigos que fez no clube na sua passagem como jogador e conheceu os atletas e outros membros da comissão técnica. Após uma conversa com o grupo, onde recebeu as boas-vindas do Presidente Carlos Miguel C. Aidar, o treinador foi para o gramado e deu o pontapé inicial nos preparativos para as sequências do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil.

Com os jogos da Seleção Brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, o Campeonato Brasileiro foi 'paralisado'. Quando for retomado, o São Paulo enfrentará o Fluminense pela 30ª rodada, no Rio de Janeiro, em duelo que está marcado para o dia 14, que marcará a estreia do novo treinador do São Paulo.

Confira a lista com os atletas que, mais tarde, foram técnicos do São Paulo:

Treinador / número de jogos no banco de reservas

  • Muricy Ramalho = 473 jogos
  • José Poy = 422 jogos
  • Rubens Minelli = 168 jogos (Minelli só jogou nas categorias de base)
  • Nelsinho Baptista = 108 jogos
  • Clodoaldo Caldeira (Clodô) = 74 jogos
  • Leônidas da Silva = 73 jogos
  • Darío Pereyra = 63 jogos
  • Armando Renganeschi = 56 jogos
  • Roberto Rojas = 52 jogos
  • Alfredo Ramos = 42 jogos
  • Mílton Cruz = 39 jogos
  • Caxambu = 39 jogos
  • Pablo Forlán = 29 jogos
  • José Carlos Serrão = 26 jogos
  • João Leal Neto = 18 jogos
  • Remo Januzzi = 14 jogos
  • Sérgio Baresi = 14 jogos
  • Silva = 12 jogos
  • Mário Sergio = 10 jogos
  • Márcio Araújo = 8 jogos
  • Afrodísio Camargo Xavier (Formiga) = 6 jogos
  • Jair Rosa Pinto = 6 jogos
  • Zarzur = 5 jogos
  • Pita = 2 jogos