São Paulo F.C



São Paulo e CUFA se unem em campanha Mães da Favela

Alimentos arrecadados serão doados para famílias em situação de vulnerabilidade

O São Paulo se uniu à campanha Mães da Favela, organizada pela Central Única das Favelas (CUFA), para ajudar famílias que têm passado por necessidades durante a pandemia. Até sábado (26), voluntários receberão doações de alimentos não perecíveis no Portão 17 do clube, das 8h às 18h.

Os alimentos arrecadados serão doados a líderes comunitários de 250 favelas da capital e região metropolitana de São Paulo, para serem distribuídos a mães que são responsáveis pela renda familiar. "70% das famílias nas favelas vivem da economia informal e sentiram o impacto da pandemia. A CUFA entende que o momento é de necessidade e a gente vai fazer chegar isso na ponta, para quem realmente precisa", afirma Marcivan Barreto, presidente estadual da CUFA São Paulo.

A organização atende hoje 650 favelas em todo o estado, e cinco mil no Brasil inteiro. Marcivan explica que a ligação deles com o futebol surgiu no projeto Taça das Favelas, que acabou sendo suspenso temporariamente em função do isolamento social. O Mães da Favela Futebol Clube foi a forma de continuar ajudando essas comunidades.

"Futebol é o gancho que conecta todas as comunidades. Você vê muitos jogadores saindo das favelas. Nosso objetivo é arrecadar 100 milhões de reais em produtos, que serão distribuídos em todo o Brasil. O São Paulo carinhosamente abraçou a causa, a ideia de atender essas mães e essas famílias. É um super golaço do bem", afirma o presidente da CUFA SP. 

O Presidente Julio Casares também comentou a parceria e enalteceu a vocação solidária do clube. "Para o São Paulo é uma grande alegria fazer parte desta ação. Sabemos que muitas famílias precisam da nossa solidariedade neste momento e a comunidade são-paulina vai abraçar mais essa causa", diz ele.