São Paulo F.C



O São Paulo na Copa do Mundo de 1958

Três são-paulinos estiveram na Suécia junto à Seleção Brasileira

A Copa do Mundo de 1958, realizada na Suécia, foi a primeira sem o idealizador da competição, Jules Rimet, que falecera dois anos antes. O país nórdico foi escolhido para ser sede do mundial pelos mesmos motivos que levaram a Suíça a abrigar a competição quatro anos antes: a neutralidade na última grande guerra (a Europa ainda sofria as mazelas do confronto).

53 seleções se inscreveram para as Eliminatórias (Suécia, anfitriã, e Alemanha Ocidental, atual campeã, já estavam com vaga assegurada). O Brasil, nessa fase, enfrentaria Venezuela e Peru, mas a primeira citada abandonou a competição, restando assim à Seleção Brasileira superar a equipe peruana. Não foi fácil. Após empate por um gol fora de casa, Didi decretou, com a famosa "folha seca", a classificação verde-amarela marcando o único tento do jogo de volta, no Maracanã.

Duas grandes seleções não participaram do torneio: Uruguai, eliminado pelo Paraguai após uma goleada por 5 a 0, em Assunção. E Itália, que havia naturalizado Ghiggia e Schiaffino, foi posta fora pela seleção da Irlanda do Norte. Aliás, a Copa do Mundo de 1958 foi a única que contou com a presença de todos os países do Reino Unido: Inglaterra, Escócia, Gales e Irlanda do Norte.

Os grandes favoritos eram a União Soviética, então campeã olímpica e a Suécia, por ser o país sede e contar com jogadores experientes no futebol italiano. A Hungria vinha enfraquecida por perder parte dos jogadores consagrados de 1954 na Revolução Húngara de 1956. A campeã da Copa de 1954, a Alemanha Ocidental, não atravessava boa fase: havia perdido sete dos últimos 10 amistosos anteriores.  

OS SÃO-PAULINOS

de-sordi.pngO tricolor De Sordi

Na Suécia, estiveram em campo com a Seleção os jogadores Mauro, pela segunda vez, De Sordi, que disputou toda a Copa mas não pôde entrar em campo na partida final por contusão e o meia Dino Sani.  

Contudo, na lista de 40 nomes levada à FIFA, outros quatro são-paulinos estiveram com chances, ou na espera, de ir ao Mundial: Riberto, lateral esquerdo; o veterano Zizinho, meio-campista; Canhoteiro, ponta-esquerda e o centroavante Gino Orlando.

Dino Sani, que herdou a camisa nº 5 por causa do lapso da CBD em registrar os jogadores com os respectivos números (A FIFA acabou por inscrever os jogadores em ordem alfabética), jogou no São Paulo de 1954 a 1961, participando de 325 jogos e marcando 113 gols. Foi campeão paulista de 1957. Na Copa de 1958, defendeu a Seleção nas duas primeiras partidas, contra Áustria e Inglaterra. Deu lugar a Zito nas seguintes.

A camisa de nº 14 coube a De Sordi. O defensor fez 5 partidas na Copa como titular. Na final, contundido, cedeu a vaga no time a Djalma Santos. No Tricolor esteve em campo entre 1952 e 1965, em 544 jogos, nunca anotando nenhum gol. Foi campeão paulista de 1953 e 1957.

Mauro Ramos, o zagueiro que em 1962 ergueria a taça de campeão, nessa Copa foi inscrito com a camisa nº 16 e não jogou nenhuma partida. Vestindo as cores do São Paulo, ele conquistou quatro títulos estaduais (1948, 1949, 1953 e 1957), com 498 jogos e 2 gols, entre 1948 e 1959.

Por fim, Vicente Feola, o técnico da Seleção Brasileira, foi, por inúmeros vezes treinador do Tricolor e, na época, era dirigente do clube. Como também o chefe da delegação brasileira na Suécia, Paulo Machado de Carvalho, que foi presidente do São Paulo em duas oportunidades, além do psicologo da delegação, Dr. João Carvalhaes.

A CAMPANHA

O Brasil começou a Copa do Mundo no grupo 4 da competição. Chave difícil com Inglaterra e União Soviética como principais adversários. Após a vitória por 3 a 0, contra a Áustria (em que o goleiro Gylmar foi um dos melhores em campo), a Seleção empatou com a Inglaterra em 0 a 0, o primeiro empate sem gols na história das Copas.

Precisando mudar, Feola promoveu três alterações para o terceiro jogo (e que se mantiveram para o restante da Copa): Saíram Dino Sani, Joel e Mazzola. Entraram Zito, Garrincha e Pelé, então com 17 anos. Foi um massacre. Não fosse o goleiro Yashin, a União Soviética teria sofrido uma goleada histórica.

Nas quartas de final, a partida mais difícil em toda a competição contra o adversário menos provável. Gales só se classificara para o torneio graças as desistências de três países da Ásia e África (Turquia, Indonésia e Sudão) haviam se recusado a enfrentar Israel, por motivos políticos.

Para não classificar Israel automaticamente para a Copa sem que tivessem disputado um jogo sequer das eliminatórias, a FIFA forçou a seleção do Oriente Médio a disputar a vaga contra a já eliminada equipe de Gales, que no fim se deu melhor, obtendo a classificação.

O jogo foi truncado, com o Brasil desperdiçando muitas chances e o goleiro galês se destacando. Somente aos 26 minutos do segundo tempo, Pelé, encobrindo o zagueiro adversário, marcou o único gol do jogo, selando o avanço brasileiro à semifinal.

A partir daí, duas goleadas por 5 a 2: o Brasil não encontrou grandes dificuldades com a França, do artilheiro Fontaine, e com a anfitriã Suécia (que havia eliminado soviéticos e alemães), com grandes atuações da linha ofensiva brasileira, sagrando-se assim, pela primeira, campeão do mundo.

JOGOS

Primeira Fase

08/06 - Brasil 3x0 Áustria. Gols de Mazzola (2) e Nilton Santos.

11/06 - Brasil 0x0 Inglaterra.

15/06 - Brasil 2x0 União Soviética. Gols de Vavá (2).

Quartas de final

19/06 - Brasil 1x0 Gales. Gol de Pelé.

Semifinal

24/06 - Brasil 5x2 França. Gols de Vavá, Didi e Pelé (3).

Final

29/06 - Brasil 5x2 Suécia. Gols de Vavá (2), Pelé (2) e Zagallo.

A DELEGAÇÃO

  • Chefe: Dr. Paulo Machado de Carvalho
  • Secretário: Abílio de Almeida
  • Tesoureiro: Adolpho Marques Júnior
  • Congressista: Dr. Luiz Murgel
  • Supervisor técnico: Carlos Nascimento
  • Técnico: Vicente Feola
  • Preparador físico: Prof. Paulo Amaral
  • Observador técnico: Prof. Ernesto Santos
  • Assessor técnico: José de Almeida
  • Psicólogo: Prof. João Carvalhaes
  • Médico: Dr. Hilton Gosling
  • Dentista: Dr. Mário Trigo Loureiro
  • Massagista: Mário Américo
  • Roupeiro: Francisco de Assis

OS INSCRITOS

[GL] Castilho (Carlos José Castilho) Fluminense Football Club (RJ)
[GL] Gylmar (Gylmar dos Santos Neves) Sport Club Corinthians Paulista (SP)
[DF] Bellini (Hideraldo Luis Bellini) Club de Regatas Vasco da Gama (RJ)
[DF] De Sordi (Nilton de Sordi) São Paulo Futebol Clube (SP)
[DF] Djalma Santos (Dejalma dos Santos) Associação Portuguesa de Desportos (SP)
[DF] Mauro (Mauro Ramos de Oliveira) São Paulo Futebol Clube (SP)
[DF] Nílton Santos (Nílton dos Santos) Botafogo de Futebol e Regatas (RJ)
[DF] Orlando Peçanha (Orlando Peçanha de Carvalho) Club de Regatas Vasco da Gama (RJ)
[DF] Oreco (Valdemar Rodrigues Martins) Sport Club Corinthians Paulista (SP)
[DF] Zózimo (Zózimo Alves Calazans) Bangu Athletic Club (RJ)
[MC] Dino Sani (Dino Sani) São Paulo Futebol Clube (SP)
[MC] Didi (Waldir Pereira) Botafogo de Futebol e Regatas (RJ)
[MC] Moacyr (Moacyr Claudino Pinto) Clube Regatas do Flamengo (RJ)
[MC] Zito (José Ely de Miranda) Santos Futebol Clube (SP)
[AT] Dida (Edvaldo Alves de Santa Rosa) Clube Regatas do Flamengo (RJ)
[AT] Garrincha (Manoel dos Santos) Botafogo de Futebol e Regatas (RJ)
[AT] Joel (Joel Antônio Martins) Clube Regatas do Flamengo (RJ)
[AT] Mazzola (José João Altafini) Sociedade Esportiva Palmeiras (SP)
[AT] Pelé (Edison Arantes do Nascimento) Santos Futebol Clube (SP)
[AT] Pepe (José Macia) Santos Futebol Clube (SP)
[AT] Vavá (Edvaldo Izídio Neto) Club de Regatas Vasco da Gama (RJ)
[AT] Zagallo (Mário Jorge Lobo Zagallo) Clube Regatas do Flamengo (RJ)

OS INSCRITOS POR CLUBE REVELADOR E NUMERAÇÃO

  1. GL Castilho (Carlos José Castilho) Olaria-RJ
  2. DF Bellini (Hideraldo Luis Bellini) Sanjoanense-SP
  3. GL Gylmar (Gylmar dos Santos Neves) Jabaquara-SP
  4. DF Djalma Santos (Dejalma dos Santos) Portuguesa-SP
  5. MC Dino Sani (Dino Sani) Palmeiras-SP
  6. MC Didi (Waldir Pereira) Americano-RJ
  7. AT Zagallo (Mário Jorge Lobo Zagallo) América-RJ
  8. DF Oreco (Valdemar Rodrigues Martins) Inter de Santa Maria-RS
  9. DF Zózimo (Zózimo Alves Calazans) Bangu-RJ
10. AT Pelé (Edison Arantes do Nascimento) Santos-SP
11. AT Garrincha (Manoel dos Santos) Botafogo-RJ
12. DF Nílton Santos (Nílton dos Santos) Botafogo-RJ
13. MC Moacyr (Moacyr Claudino Pinto) Flamengo-RJ
14. DF De Sordi (Nilton de Sordi) XV de Piracicaba-SP
15. DF Orlando Peçanha (Orlando Peçanha de Carvalho) Vasco da Gama-RJ
16. DF Mauro (Mauro Ramos de Oliveira) São Paulo-SP
17. AT Joel (Joel Antônio Martins) Botafogo-RJ
18. AT Mazzola (José João Altafini) Palmeiras-SP
19. MC Zito (José Ely de Miranda) Taubaté-SP
20. AT Vavá (Edvaldo Izídio Neto) Sport-PE
21. AT Dida (Edvaldo Alves de Santa Rosa) CSA-AL
22. AT Pepe (José Macia) Santos-SP

FORA DA COPA - LISTA DE 40 NOMES

[GL] Carlos Alberto Cavalheiro (C. A. Martins Cavalheiro) Club de Regatas Vasco da Gama (RJ)
[GL] Ernâni (Ernâni Ribeiro Guimarães) Bangu Athletic Club (RJ)
[DF] Altair (Altair Gomes de Figueiredo) Fluminense Football Club (RJ)
[DF] Cacá (Carlos Castro Borges) Botafogo de Futebol e Regatas (RJ)
[DF] Jadyr (Jadyr Egídio de Souza) Clube Regatas do Flamengo (RJ)
[DF] Olavo (Olavo Martins de Oliveira) Santos Futebol Clube (SP)
[DF] Riberto (Osvaldo Riberto) São Paulo Futebol Clube (SP)
[MC] Formiga (Francisco Ferreira de Aguiar) Sociedade Esportiva Palmeiras (SP)
[MC] Luizinho (Luiz Trochillo) Sport Club Corinthians Paulista (SP)
[MC] Pampolini (Américo Pampolini Filho) Botafogo de Futebol e Regatas (RJ)
[MC] Roberto Belangero (Roberto Belangero) Sport Club Corinthians Paulista (SP)
[MC] Zizinho (Thomaz Soares da Silva) São Paulo Futebol Clube (SP)
[AT] Almir Pernambuquinho (A. Moraes de Albuquerque) Club de Regatas Vasco da Gama (RJ)
[AT] Canhoteiro (José Ribamar de Oliveira) São Paulo Futebol Clube (SP)
[AT] Dorval (Dorval Rodrigues) Santos Futebol Clube (SP)
[AT] Gino Orlando (Gino Orlando) São Paulo Futebol Clube (SP)
[AT] Pagão (Paulo César de Araújo) Santos Futebol Clube (SP)
[AT] Sabará (Onofre Anacleto de Souza) Club de Regatas Vasco da Gama (RJ)

CLUBES COM MAIS JOGADORES NESSA EDIÇÃO DA COPA

Olímpia-PAR 9
Dinamo Moskva-RUS 7
Dukla Praha-RTC 7
River Plate-ARG 7
Chivas Guadalajara-MEX 6
Stade de Reims-FRA 6
Tottenham Hotspur-ING 6
Rapid Wien-AUT 5
Cardiff City-GAL 5
Červená Hviezda-ESQ 5
Crvena Zvezda-SRV 5
Rangers-ESC 5
Spartak Moskva-RUS 5
West Bromwich Albion-ING 5
28º São Paulo-SP 3

CLUBES COM MAIS GOLS NESSA EDIÇÃO DA COPA

Stade de Reims-FRA 17
Rot-Weiss Essen-ALE 6
Santos-SP 6
Vasco da Gama-RJ 5
Aston Villa-ING 5
Honvéd-HUN 5
Örgryte-SUE 5
Olímpia-PAR 4
Dukla Pardubice-RTC 4
Padova-ITA 4
Vojvodina-SRV 4

CLUBES DOS ARTILHEIROS NESSA EDIÇÃO DA COPA

Fontaine (Just Louis Fontaine) Stade de Reims-FRA 13 FRA
Pelé (Edison Arantes do Nascimento) Santos-SP 6 BRA
Rahn (Helmut Rahn) Rot-Weiss Essen-ALE 6 ALE
Vavá (Edvaldo Izídio Neto) Vasco da Gama-RJ 5 BRA
McParland (Peter James McParland) Aston Villa-ING 5 IRN
Tichy (Lajos Tichy) Honvéd-HUN 4 HUN
Simonsson (Tore Klas Agne Simonsson) Örgryte-SUE 4 SUE
Kurre Hamrin (Kurt Roland Hamrin) Padova-ITA 4 SUE
Zikán (Zdeněk Zikán) Dukla Pardubice-RTC 4 TCH
10º Corbatta (Oreste Omar Corbatta Fernández) Racing-ARG 3 ARG
10º Kopa (Raymond Kopaszewski Wlodarcyck) Real Madrid-ESP 3 FRA
10º Piantoni (Roger Piantoni) Stade de Reims-FRA 3 FRA
10º Schäfer (Hans Schäfer) Köln-ALE 3 ALE
10º Veselinović (Todor Veselinović) Vojvodina-SRV 3 IUG

RANKING GERAL DE JOGADORES POR CLUBES: 1930-1958

Rapid Wien-AUT 25
Nacional-URU 24
Peñarol-URU 24
Slavia Praha-RTC 23
Internazionale-ITA 22
Botafogo-RJ 22
Vasco da Gama-RJ 21
Juventus-ITA 20
Olímpia-PAR 20
10º Grasshopper-SUI 18
10º Sangju Sangmu-CRS 18
17º São Paulo-SP 15

RANKING GERAL DE GOLS POR CLUBES: 1930-1958

Peñarol-URU 32
Honvéd-HUN 23
Vasco da Gama-RJ 22
Stade de Reims-FRA 18
Nacional-URU 10
Servette-SUI 10
Flamengo-RJ 10
Rapid Wien-AUT 10
Rot-Weiss Essen-ALE 10
10º Sparta Praha-RTC 9
10º Ferencvárosi-HUN 9
109º São Paulo-SP 1

**Os nomes dos clubes, em todas as passagens, foram atualizados para aqueles que utilizam nos dias de hoje para facilitar a compreensão.