São Paulo F.C



4 goleiros que estrearam no Tricolor defendendo pênalti

Sidão, após as duas defesas que realizou contra o River Plate, na Florida Cup, entrou para um seleto grupo

0745.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Dos 94 goleiros que entraram em campo com a camisa do São Paulo, de 1930 até hoje, somente quatro deles realizaram o grande feito de defender uma cobrança de pênalti no mesmo dia em que estrearam pelo Tricolor.

Não que todos os 94 tivessem obtido essa oportunidade. Foram marcadas penalidades (ou disputadas em decisões pós tempo regulamentar) em somente sete ocasiões. Três goleiros não conseguiram defender o gol são-paulino dos chutes adversários: Bandeira, em 1956, contra o Catanduva (3 a 1); Cláudio Cortegiano, em 1968, sobre o Palmeiras (3 x 2) e Alexandre, em 1991, contra o Rio Branco (2 a 2).

Confira, abaixo, os quatro goleiros são-paulinos que estrearam salvando o Tricolor em cobranças da marca penal:

 

1.       GETÚLIO

img

QUANDO: 9 de junho de 1974

ONDE: Estádio do Morumbi, São Paulo (SP)

CONTRA: Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro 

COMO: Aos 40 minutos do segundo tempo, Getúlio defendeu a cobrança de pênalti de Marco Antônio

RESULTADO: 1 a 1. O São Paulo marcou com Zé Carlos, de pênalti, aos 4 minutos do segundo tempo e o Corinthians empatou, aos 47 minutos da etapa final, com Washington

QUEM É: Getúlio Pedro da Cruz, nascido em Matão (SP), no dia 14 de fevereiro de 1947, foi goleiro do Tricolor no ano de 1974, somente, e fez apenas seis jogos com a camisa são-paulina. Não existem muitos dados sobre o histórico do jogador – somente se sabe que ganhou passe livre ao fim da temporada em questão – e nem do paradeiro atual.  

 

2.       ROGÉRIO CENI

início

QUANDO: 25 de junho de 1993

ONDE: Estádio Municipal de San Lázaro, Santiago de Compostela (ESP)

CONTRA: Tenerife, pelo Troféu Santiago de Compostela 

COMO: No final da primeira etapa, quando o Tricolor vencia por 2 a 1, Rogério Ceni defendeu a cobrança de pênalti do argentino Dertycia, que já havia marcado um gol na partida

RESULTADO: 4 a 1. O São Paulo marcou os quatro gols com Guilherme, aos 15 e 33 minutos do primeiro tempo e aos 25 e 44 minutos do segundo tempo. O Tenerife havia saído na frente no placar com Dertycia, aos 6 minutos do primeiro tempo

QUEM É: Dispensa apresentações, convenhamos 

 

3.       FABIANO

spfabiano_wr_190504

QUANDO: 13 de outubro de 2007

ONDE: Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

CONTRA: Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro 

COMO: Aos 20 minutos do segundo tempo, o árbitro marcou um pênalti de Hernanes em Gabriel. Pênalti inexistente. Fabiano corrigiu a injustiça e defendeu a cobrança executada pelo mesmo Gabriel

RESULTADO: 1 a 1. O São Paulo marcou com André Dias, aos 6 minutos do segundo tempo, enquanto o Fluminense, que havia aberto o placar, anotou o tento deles com Thiago Neves, de pênalti, aos 34 minutos do primeiro tempo

QUEM É: Fabiano Ribeiro de Freitas, nascido em Mundo Novo (BA), no dia 29 de fevereiro de 1988 (sim! Em ano bissexto) chegou ao Tricolor provindo do Rio Branco, de Americana, clube de sua juventude. Permaneceu no São Paulo até 2012, quando foi negociado com o Olhanense, de Portugal. De lá, partiu para o Porto, onde fez sucesso. Atualmente defende as cores do Fenerbahçe, da Turquia. Somente fez uma partida pelo São Paulo, justamente a em que se consagrou.

 

4.       SIDÃO

0899.jpg

QUANDO: 19 de janeiro de 2017

ONDE: Estádio Al Lang, Saint Petersburg (EUA)

CONTRA: River Plate, pela Florida Cup 

COMO: Na decisão por pênaltis, após o Tricolor empatar com o time argentino, Sidão defendeu, de cara, a primeira cobrança batida por Martinez. Por fim, quando a série de penalidades se alongava para a nona execução contra a meta são-paulina, Sidão defendeu outro chute, agora de Moya e definiu a vitória e a classificação do time do Morumbi para a fase final do torneio norte-americano.

RESULTADO: 0 a 0 no tempo normal, 8 a 7 nos pênaltis

QUEM É: Sidney Aparecido Ramos da Silva, nascido em São Paulo (SP), no dia 24 de dezembro de 1982, é goleiro do atual elenco do Tricolor. Depois de passar por diversos clubes do interior, recentemente destacou-se na meta do Audax e do Botafogo, chamando atenção dos tricolores e sendo contratado para a temporada 2017. Sidão, como se vê, foi o único goleiro a defender duas cobranças de pênaltis na estreia pelo São Paulo, em toda a história