São Paulo F.C



O São Paulo nos Jogos Olímpicos de 2008

Comitiva Tricolor teve seis atletas: Alex Silva e Hernanes trouxeram medalhas de Pequim

Hernanes_comemora_003 (8).jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net - Hernanes, como Alex Silva, retornou de Pequim com a medalha de bronze no futebol

Em 2008, a China recebeu os Jogos Olímpicos de Verão da XXIX Olimpíada. Sediado em Pequim, mas com provas também em Hong Kong (hipismo), o evento começou as 8 horas, 8 minutos e 8 segundos de 8 de agosto de 2008 e seguiu até 24 de agosto daquele ano.

O quadro de medalhas das 32 modalidades disputadas por 204 países colocou os donos da casa na primeira posição (com 51 ouros, 21 pratas, 28 bronzes, 100 medalhas no total). Desbancado do posto principal, os Estados Unidos ficaram em segundo lugar (com 36 ouros, 38 pratas, 36 bronzes, 110 medalhas no total. Completou o “top 3” da classificação a Rússia (com 22 ouros, 21 pratas, 29 bronzes e 73 premiações no total).

A delegação brasileira foi à Pequim com uma delegação formada por 277 atletas (144 homens e 133 mulheres) em 32 esportes e que conquistou três medalhas de ouro, quatro de prata e, originalmente, oito de bronze, mas no dia 17 de agosto de 2016, o COI puniu, por causa de doping, a equipe feminina da Rússia do revezamento 4 x 100, que havia vencido a prova. O time brasileiro, que terminara em quarto lugar, ganhou, assim, mais um bronze. A posição final do Brasil no quadro de medalhas, então, foi o 22º lugar.

OURO

  • César Cielo (EC Pinheiros): Natação/50 metros livre;
  • Maurren Maggi (CA BM&F/BOVESPA): Atletismo/Salto em distância;
  • Equipe feminina de voleibol.

PRATA

  • Bruno Prada e Robert Scheidt (ambos do Yacht Club Santo Amaro): Vela/Classe Star;
  • Fábio Luiz e Márcio (inscritos avulsamente): Vôlei de Praia;
  • Equipe feminina de futebol;
  • Equipe masculina de voleibol;

BRONZE

  • Ketleyn Quadros (Minas TC): Judô;
  • Leandro Guilheiro (EC Pinheiros): Judô;
  • Tiago Camilo (SG de Porto Alegre – SOGIPA): Judô;
  • César Cielo (EC Pinheiros): Natação/100 metros livre;
  • Natália Falavigna (Academia Pequeno Tigre): Taekwondo/67 kg;
  • Fernanda Oliveira e Isabel Swan (ambas do Clube dos Jangadeiros): Vela/Classe 470;
  • Emanuel Rego e Ricardo Alex (inscritos avulsamente): Vôlei de Praia;
  • Rosemar Coelho, Lucimar de Moura, Thaissa Presti e Rosângela Santos: Atletismo/Revezamento 4x100 metros;
  • Equipe masculina de futebol;

O São Paulo enviou à Pequim uma comitiva de seis atletas: dois no futebol (Alex Silva e Hernanes) e quatro no boxe (Washington Silva, Myke Carvalho – ambos pela segunda vez em Jogos Olímpicos pelo clube – Éverton Lopes e Robson Conceição).

Os são-paulinos Alex Silva e Hernanes conquistaram a medalha de bronze com a Seleção Brasileira e marcaram mais uma vez a tradição tricolor de sempre retornar das Olimpíadas com uma medalha no bolso: fato que ocorre continuamente desde 1996.

 

HERNANES

Hernanes_comemora_002 (12)

Anderson Hernanes de Carvalho Viana Lima
Recife (PE), 29 de maio de 1985

Hernanes é uma revelação das categorias de base do Tricolor, em que esteve entre 2001 e 2005. Apesar disso, começou a jogar futebol, em sua juventude, pelo Unibol, de Pernambuco, em 1999.

Estreou pelo time principal do Tricolor ainda em 2005 e, após ser emprestado ao Santo André no ano seguinte e excursionar com o time B para a Índia no começo de 2007, retornou ao Morumbi para se sagrar bicampeão brasileiro, sendo uma das peças fundamentais para as conquistas.  

Com a camisa são-paulina, o volante/meio-campista fez 223 partidas e 38 gols, se despedindo do time em 2010 para jogar no futebol italiano. Lá, atuou por Lazio e Internazionale antes de parar na Juventus, clube que atualmente defende.

 

ALEX SILVA

AlexSilva_comemora_007 (17)

Alex Sandro da Silva
Amparo (SP), 10 de março de 1985

Apesar da chegada tardia e do um grande currículo antes mesmo de ser profissionalizado, Alex Silva também é atleta formado nas categorias de base do São Paulo, onde disputou a Copa São Paulo de Juniores de 2006. Antes disso, porém, frequentou os times juvenis de Ponte Preta, Vitória e Rennes, da França.

Pelo Tricolor, Alex Silva é um dos poucos jogadores em toda a história a serem tricampeões brasileiros consecutivamente – somente nove atletas possuem essa marca (além de Alex Silva: Rogério Ceni, Aloísio, André Dias, Júnior, Bosco, Miranda, Reasco e Richarlyson), entre 2006 e 2008. Também foi campeão da Copa América de 2007, pela Seleção Brasileira.

Após defender a camisa são-paulina e, 143 jogos e marcar 12 gols, em duas passagens (2006-2008 e 2010-2011), o jogador ainda atuou por Hamburgo, Flamengo, Cruzeiro, Boa Esporte, São Bernardo, Brasiliense e Rio Claro. Atualmente joga no Hercílio Luz, de Santa Catarina.

Participação de Hernanes e Alex Silva nos Jogos Olímpicos

Futebol (16 equipes participantes)

07/08/2008 – 1ª Rodada do Grupo C

Brasil 1 x 0 Bélgica
Hernanes: titular com a camisa 5, jogou os 90 minutos e marcou o gol brasileiro. Também foi advertido com cartão amarelo;
Alex Silva: titular com a camisa 3, jogou os 90 minutos e foi advertido com cartão amarelo.

10/08/2008 – 2ª Rodada do Grupo C

Brasil 5 x 0 Nova Zelândia
Hernanes: titular com a camisa 5, jogou os 90 minutos;
Alex Silva: titular com a camisa 3, jogou os 90 minutos.

13/08/2008 – 3ª Rodada do Grupo C

Brasil 3 x 0 China
Ambos os jogadores não atuaram, poupados.

Classificação final do Grupo C

1º Brasil: 9 pontos, 3 vitórias, 9 gols marcados, 0 sofridos. Classificado.
2º Bélgica: 6 pontos, 2 vitórias, 1 derrota, 3 gols marcados, 1 sofrido. Classificado.
3º China: 1 ponto, 1 empate, 2 derrotas, 1 gol marcado, 6 sofridos.
4º Nova Zelândia: 1 ponto, 1 empate, 2 derrotas, 1 gol marcado, 7 sofridos.

16/08/2008 – Quartas de Final

Brasil 2 x 0 Camarões
Hernanes: titular com a camisa 5, jogou 66 minutos e foi substituído por Thiago Neves;
Alex Silva: titular com a camisa 3, jogou os 90 minutos.
O resultado foi obtido na prorrogação. Tempo normal: 0 x 0.

19/08/2008 – Semifinal

Brasil 0 x 3 Argentina
Hernanes: titular com a camisa 5, jogou 61 minutos e foi substituído por Thiago Neves. Também foi advertido com o cartão amarelo;
Alex Silva: titular com a camisa 3, jogou os 90 minutos.

07/08/2008 – Decisão de 3º e 4º lugares

Brasil 3 x 0 Bélgica
Hernanes: titular com a camisa 5, jogou os 90 minutos;
Alex Silva: titular com a camisa 3, jogou os 90 minutos.

O Brasil conquistou a medalha de bronze.

Medalhistas:

Ouro: Argentina
Prata: Nigéria
Bronze: Brasil

 

EVERTON LOPES

everton

Everton dos Santos Lopes
Salvador (BA), 8 de agosto de 1988

Everton Lopes – ao centro, na foto acima – queria ser jogador de futebol, mas desistiu desse esporte e tentou a sorte no boxe. Deu certo. Em 2005, já era atleta do Tricolor e fazia parte da Seleção Brasileira.

Foi aos Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio de Janeiro, e conquistou a medalha de prata na categoria leve. Defendendo o São Paulo, também disputou os Jogos Olímpicos de Pequim. Posteriormente, foi campeão mundial dos médios ligeiros, conquistou o bronze no Pan-Americano de Guadalajara, em 2011 e ainda participou novamente de uma Olimpíada, em Londres, 2012.

Participação nos Jogos Olímpicos

Boxe: peso leve (27 participantes)

04/08/2008 – 1ª rodada eliminatória.

Everton Lopes (BRA) x Asylbek Talasbayev (QUI)
Vitória de Talasbayev, do Quirguistão, nos pontos (9 a 7).

Everton Lopes não avançou para as oitavas de final e terminou em 17º lugar na classificação.

Medalhistas:

Ouro: Aleksey Tishchenko (RUS)
Prata: Daouda Sow (FRA)
Bronze: Hrachik Javakhyan (ARM) e Yordenis Ugás (CUB)

 

MYKE CARVALHO

myke

Myke Michel Ribeiro de Carvalho
Belém (PA), 28 de outubro de 1983

Praticamente toda a família de Myke era adepta do pugilismo. Assim, com oito anos de idade, Myke já desferia os primeiros socos em casa mesmo. Passou a frequentar uma academia com 12 anos, muito incentivado por sua vó, que lhe pagava o lanche e a passagem de ida e volta.

Quatro anos depois, Myke já fazia parte da Seleção Brasileira. Depois de se tornar campeão brasileiro, em 2002, mudou-se para a capital paulista onde integrou-se à equipe do São Paulo FC/Coliseu/AA Guarulhos.

Após os Jogos Olímpicos de 2004, foi medalhista de bronze no Pan-Americano do Rio de Janeiro, em 2007. Participou ainda dos Jogos Olímpicos de 2008, também como atleta do Tricolor, e de 2012, já filiado pelo Exército, instituição pela qual conquistou outro bronze no Pan de Guadalajara, em 2011.

Participação nos Jogos Olímpicos

Boxe: Peso médio-ligeiro (28 participantes)

10/08/2008 – Primeira rodada eliminatória.

Myke Carvalho (BRA) x Richarno Colin (IMA)
Vitória de Colin, das Ilhas Maurício, nos pontos (15 x 11).

Myke Carvalho não avançou para as oitavas de final.

Medalhistas:

Ouro: Félix Díaz (RDO)
Prata: Manut Boonjumnong (TAI)
Bronze: Roniel Iglesias (CUB) e Alexis Vastine (FRA)

 

ROBSON CONCEIÇÃO

robson-conceicao

Robson Donato Conceição
Salvador (BA), 25 de outubro de 1988

Robson Conceição – ao centro, na foto acima –  queria aprender boxe para um fim não muito louvável: brigar na rua, mas depois de se inspirar no ex-pugilista do Tricolor, Acelino “Popó” Freitas, decidiu que iria ser campeão mundial como o ídolo.

Quando menor, estudava no período da manhã, trabalhava com a avó em uma feira de frutas à tarde e só conseguia treinar boxe à noite. Com o bom desempenho em torneios locais, na Bahia, pela Academia Champion, foi convidado a lutar por Santo André, em 2005. No ano seguinte, defendeu São José dos Campos e, ao fim de 2007, chegou ao Tricolor.

Disputou o Pré-Olímpico de Trinidad & Tobago e o da Guatemala pelo clube no começo de 2008, conquistando vaga aos Jogos Olímpicos de Pequim. Após essa participação, adentrou no programa do Exército para esportistas de alto nível e foi campeão mundial dos Jogos Militares e medalha de prata no Pan-Americano, tudo em 2011. Também foi à Olimpíada de Londres.

Continua como militar, mas atualmente retornou para a Academia Champion, equipe pela qual conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, após passar uma estadia no Itália Thunder Boxing Team, de Milão, .

Participação nos Jogos Olímpicos

Boxe: peso pena (28 participantes)

11/08/2008 – Primeira rodada eliminatória.

Robson Conceição (BRA) x Li Yang (CHN)
Vitória do chinês Yang nos pontos (12 a 4).

Robson Conceição não avançou para as oitavas de final, terminando na 17ª colocação.

Medalhistas:

Ouro: Vasyl Lomachenko (UCR)
Prata: Khédafi Djelkhir (FRA)
Bronze: Yakup Kiliç (TUR) e Şahin Imranov (AZB)

 

WASHINGTON SILVA

washington

Washington Luiz da Silva
Diadema (SP), 25 de fevereiro de 1979

Washington Silva, que entrou no mundo do boxe por achar divertido, foi à dois Jogos Olímpicos (2004 e 2008: neste último, quase retornou com medalha), sempre federado pelo São Paulo FC/Coliseu/AA Guarulhos. Mas a história de Washington Silva começou em um rival do Tricolor: o Corinthians.

O pugilista, que morava em Cruz das Almas, na Bahia, retornou para o Estado de São Paulo e, um dos primeiros empregos dele na nova residência, foi justamente o de segurança no Parque São Jorge. Fez até uns bicos de gandula por lá, como também treinava o boxe informalmente dentro do clube.

Em 2001, foi chamado à Seleção Brasileira e em 2002 sagrou-se campeão sul-americano. Participou também de dois Jogos Pan-Americanos (2003 e 2007). Hoje, Washington Silva é treinador de MMA.

Participação nos Jogos Olímpicos

Boxe: Peso meio-pesado (28 participantes)

09/08/2008 – Primeira rodada eliminatória.

Washington Silva (BRA) x Azea Augustama (HAI)
Vitória de Washington Silva nos pontos (6 a 2).

09/08/2008 – Oitavas de Final.

Washington Silva (BRA) x Bastie Samir (GAN)
Vitória de Washington Silva nos pontos (9 a 7).

09/08/2008 – Quartas de Final.

Washington Silva (BRA) x Kenny Egan (IRL)
Vitória do irlandês Egan nos pontos (8 a 0).

Washington Silva não avançou para a semifinal, terminando na 5ª posição.

Medalhistas:

Ouro: Zhang Xiaoping (CHN)
Prata: Kenny Egan (IRL)
Bronze: Tony Jeffries (GBR) e Yerkebulan Shynaliyev (CAZ)

 

SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE NOS JOGOS OLÍMPICOS

Calendário das matérias especiais