São Paulo F.C



Ranking histórico: Maiores goleadores

A versão 2014 do ranking de maiores artilheiros são-paulinos na história

6359.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Serginho Chulapa é o maior artilheiro da história do São Paulo, com 242 gols. Já Luis Fabiano é o maior artilheiro do clube no Campeonato Brasileiro e vem ganhando território em outros rankings: É o lider também contra os maiores clubes do Brasil, em jogos de competição internacional e em mata-matas. Confira abaixo 20 dos maiores artilheiros nestes e em outro critérios:



Maiores artilheiros do São Paulo no geral

C. Jogador P J G M
Serginho Chulapa (Sérgio Bernardino) AT 399 242 0,61
Gino Orlando (Gino Orlando) AT 453 233 0,51
Luís Fabiano (Luís Fabiano Clemente) AT 311 198 0,64
Teixeirinha (Elísio dos Santos Teixeira) AT 525 189 0,36
França (Françoaldo Sena de Souza) AT 327 182 0,56
Luizinho (Luiz Mesquita de Oliveira) AT 263 173 0,66
Müller (Luiz Antônio Corrêa da Costa) AT 387 160 0,41
Leônidas (Leônidas da Silva) AT 212 144 0,68
Maurinho (Mauro Raphael) AT 347 136 0,39
10º Raí (Raí Souza Vieira de Oliveira) MC 395 128 0,32
11º Rogério Ceni (Rogério Ceni) GL 1184 123 0,10
12º Prado (Antônio Francisco Bueno do Prado) AT 244 121 0,50
13º Pedro Rocha (Pedro Virgílio Rocha Franchetti) MC 393 119 0,30
14º Careca (Antônio de Oliveira Filho) AT 191 115 0,60
15º Dino Sani (Dino Sani) VL 324 113 0,35
16º Remo (Remo Januzzi) AT 348 107 0,31
17º Canhoteiro (José Ribamar de Oliveira) AT 413 105 0,25
18º Friedenreich (Arthur Friedenreich) AT 124 102 0,82
18º Renato (Carlos Renato Frederico) AT 299 102 0,34
20º Babá (Roberto Caveanha) AT 216 94 0,44

Os maiores artilheiros em média, com no mínimo 52 jogos pelo clube até o momento, são: Waldemar de Brito, 1,09; Friedenreich, 0,82; Zezinho, 0,80; Friaça, 0,74; e Hércules, 0,72. Na versão atual, Luis Fabiano caiu da 9ª posição para a 11ª nesse critério por média, mas entre os 20 maiores artilheiros absolutos, somente está atrás de Friedenreich, Leônidas e Luizinho.

Em relação ao ranking de 2013, Rogério Ceni saiu da 14ª para a 11ª posição, ficando a cinco gols de Raí. Luis Fabiano saltou de 5º para 3º ao marcar 20 gols na temporada.

 

Maiores artilheiros no Campeonato Brasileiro

C. Identificação P J G M
Luís Fabiano (Luís Fabiano Clemente) AT 166 100 0,60
Serginho Chulapa (Sérgio Bernardino) AT 104 83 0,80
Rogério Ceni (Rogério Ceni) GL 552 62 0,11
Careca (Antônio de Oliveira Filho) AT 67 54 0,81
Müller (Luiz Antônio Corrêa da Costa) AT 121 49 0,40
França (Françoaldo Sena de Souza) AT 110 48 0,44
Dagoberto (Dagoberto Pelentier) AT 140 35 0,25
Renato (Carlos Renato Frederico) AT 83 33 0,40
Dodô (Ricardo Lucas) AT 46 32 0,70
10º Mirandinha (Sebastião Miranda Silva Filho) AT 60 31 0,52
11º Borges (Humberlito Borges Teixeira) AT 84 29 0,35
11º Pedro Rocha (Pedro Virgílio Rocha Franchetti) MC 111 29 0,26
13º Raí (Raí Souza Vieira de Oliveira) MC 134 28 0,21
14º Kaká (Ricardo Izecson dos Santos Leite) MC 78 25 0,32
15º Terto (Tertuliano Severiano dos Santos) AT 126 22 0,17
16º Hugo (Hugo Henrique Assis do Nascimento) MC 77 21 0,27
17º Washington (Washington Stecanela Cerqueira) AT 39 19 0,49
17º Lucas (Lucas Rodrigues Moura da Silva) MC 74 19 0,26
19º Diego Tardelli (Diego Tardelli Martins) AT 91 18 0,20
19º Danilo (Danilo Gabriel de Andrade) MC 100 18 0,18
19º Hernanes (Anderson H. de Carvalho Viana Lima) MC 115 18 0,16

Os maiores artilheiros em média, com no mínimo 31 jogos pelo clube nesta competição até o momento, são: Careca, 0,81; Serginho Chulapa, 0,80; Dodô, 0,70; Luis Fabiano, 0,60; e Mirandinha, 0,52.

Em 2014, Luis Fabiano, que havia superado Serginho Chulapa há dois anos, se distanciou como o maior artilheiro do São Paulo na história do Campeonato Brasileiro. O atacante alcançou a marca dos 100 gols no jogo contra o Palmeiras em 16 de novembro. Já Rogério Ceni, com oito gols marcados na competição, superou a marca de Careca.

 

Maiores artilheiros no Campeonato Paulista

C. Identificação P J G M
Gino Orlando (Gino Orlando) AT 222 142 0,64
Serginho Chulapa (Sérgio Bernardino) AT 237 138 0,58
Luizinho (Luiz Mesquita de Oliveira) AT 158 122 0,77
Leônidas (Leônidas da Silva) AT 120 93 0,78
Müller (Luiz Antônio Corrêa da Costa) AT 187 88 0,47
Teixeirinha (Elísio dos Santos Teixeira) AT 239 87 0,36
Maurinho (Mauro Raphael) AT 178 84 0,47
Friedenreich (Arthur Friedenreich) AT 80 72 0,90
Prado (Antônio Francisco Bueno do Prado) AT 112 66 0,59
10º Raí (Raí Souza Vieira de Oliveira) MC 173 64 0,37
11º Remo (Remo Januzzi) AT 168 63 0,38
12º Dino Sani (Dino Sani) VL 161 62 0,39
13º Renato (Carlos Renato Frederico) AT 178 56 0,31
14º França (Françoaldo Sena de Souza) AT 92 55 0,60
15º Pedro Rocha (Pedro Virgílio Rocha Franchetti) MC 175 53 0,30
15º Canhoteiro (José Ribamar de Oliveira) AT 203 53 0,26
17º Careca (Antônio de Oliveira Filho) AT 109 52 0,48
18º Babá (Roberto Caveanha) AT 101 50 0,50
19º Zezinho (Moyses Ferreira Alves) AT 47 48 1,02
20º Armandinho (Armando dos Santos) AT 82 47 0,57

Os maiores artilheiros em média, com mínimo de 32 jogos pelo clube nesta competição até o momento, são: Waldemar de Brito, 1,26; Zezinho, 1,02; Friedenreich, 0,90; Leônidas, 0,78; e Luizinho, 0,77.

Do elenco atual, Luis Fabiano é o único próximo a entrar neste Ranking. O atacante possui 43 gols marcados e está na 25ª posição (Rogério Ceni possui 34 gols e está em 29º).

 

Maiores artilheiros na Copa Libertadores da América

C. Identificação P J G M
Rogério Ceni (Rogério Ceni) GL 82 14 0,17
Luís Fabiano (Luís Fabiano Clemente) AT 18 13 0,72
Pedro Rocha (Pedro Virgílio Rocha Franchetti) MC 23 10 0,43
Palhinha (Jorge Ferreira da Silva) AT 27 10 0,37
Müller (Luiz Antônio Corrêa da Costa) AT 29 10 0,34
Washington (Washington Stecanela Cerqueira) AT 16 8 0,50
Grafite (Edinaldo Batista Libânio) AT 19 8 0,42
Terto (Tertuliano Severiano dos Santos) AT 22 8 0,36
Toninho Guerreiro (Antônio Ferreira) AT 10 7 0,70
Raí (Raí Souza Vieira de Oliveira) MC 20 7 0,35
Aloísio (Aloísio José da Silva) AT 25 7 0,28
Danilo (Danilo Gabriel de Andrade) MC 40 7 0,18
13º Adriano (Adriano Leite Ribeiro) AT 10 6 0,60
13º Borges (Humberlito Borges Teixeira) AT 17 6 0,35
13º Dagoberto (Dagoberto Pelentier) AT 25 6 0,24
16º Luizão (Luiz Carlos Bombonato Goulart) AT 13 5 0,38
16º Mirandinha (Sebastião Miranda Silva Filho) AT 14 5 0,36
16º Fabão (José Fábio Alves Azevedo) ZG 38 5 0,13
19º Serginho Chulapa (Sérgio Bernardino) AT 6 4 0,67
19º Jadson (Jadson Rodrigues da Silva) MC 9 4 0,44
19º Diego Tardelli (Diego Tardelli Martins) AT 12 4 0,33
19º Alex Silva (Alex Sandro da Silva) ZG 23 4 0,17
19º Souza (Willamis de Souza Silva) MC 31 4 0,13
19º Cicinho (Cícero João de Cezare) LD 33 4 0,12

Os maiores artilheiros em média, com no mínimo 11 jogos pelo clube nesta competição até o presente momento, são: Luis Fabiano, 0,72; Washington, 0,50; Pedro Rocha, 0,43; Grafite, 0,42; e Luizão, 0,38.

Luis Fabiano e Rogério Ceni disputarão, palmo a palmo, em 2015, a artilharia do clube na competição.

 

Maiores artilheiros em competições oficiais

C. Identificação P J G M
Serginho Chulapa (Sérgio Bernardino) AT 361 229 0,63
Luís Fabiano (Luís Fabiano Clemente) AT 308 197 0,64
França (Françoaldo Sena de Souza) AT 308 175 0,57
Gino Orlando (Gino Orlando) AT 281 168 0,60
Müller (Luiz Antônio Corrêa da Costa) AT 358 152 0,42
Luizinho (Luiz Mesquita de Oliveira) AT 184 131 0,71
Rogério Ceni (Rogério Ceni) GL 1146 121 0,11
Raí (Raí Souza Vieira de Oliveira) MC 367 109 0,30
Careca (Antônio de Oliveira Filho) AT 178 107 0,60
10º Pedro Rocha (Pedro Virgílio Rocha Franchetti) MC 343 102 0,30
11º Leônidas (Leônidas da Silva) AT 134 99 0,74
12º Maurinho (Mauro Raphael) AT 224 98 0,44
12º Teixeirinha (Elísio dos Santos Teixeira) AT 285 98 0,34
14º Renato (Carlos Renato Frederico) AT 275 91 0,33
15º Dodô (Ricardo Lucas) AT 158 88 0,56
15º Prado (Antônio Francisco Bueno do Prado) AT 159 88 0,55
17º Dino Sani (Dino Sani) VL 221 80 0,36
18º Friedenreich (Arthur Friedenreich) AT 93 79 0,85
19º Terto (Tertuliano Severiano dos Santos) AT 429 74 0,17
20º Toninho Guerreiro (Antônio Ferreira) AT 134 71 0,53

Os maiores artilheiros em média, com no mínimo 52 jogos pelo clube em competições até o presente momento, são: Zezinho, 0,95; Friedenreich, 0,85; Leônidas, 0,74; Luizinho, 0,71; e Luis Fabiano, 0,64.

No ranking de gols em jogos de competições oficiais - ou seja, organizados por federação competente - Luis Fabiano saltou da 4ª para a 2ª posição, ainda em 2013, não conseguindo alcançar Serginho Chulapa durante a temporada atual. 

 

Maiores artilheiros em jogos de competição internacional

C. Identificação P J G M
Luís Fabiano (Luís Fabiano Clemente) AT 45 20 0,44
Rogério Ceni (Rogério Ceni) GL 178 18 0,10
Palhinha (Jorge Ferreira da Silva) AT 53 17 0,32
Müller (Luiz Antônio Corrêa da Costa) AT 48 15 0,31
França (Françoaldo Sena de Souza) AT 29 14 0,48
Raí (Raí Souza Vieira de Oliveira) MC 29 12 0,41
Pedro Rocha (Pedro Virgílio Rocha Franchetti) MC 23 10 0,43
Dodô (Ricardo Lucas) AT 15 9 0,60
Caio (Caio Ribeiro Decoussau) AT 16 9 0,56
Grafite (Edinaldo Batista Libânio) AT 25 9 0,36
11º Washington (Washington Stecanela Cerqueira) AT 16 8 0,50
11º Borges (Humberlito Borges Teixeira) AT 21 8 0,38
11º Terto (Tertuliano Severiano dos Santos) AT 22 8 0,36
11º Juninho (Oswaldo Giroldo Junior) AT 30 8 0,27
11º Aloísio (Aloísio José da Silva) AT 33 8 0,24
16º Toninho Guerreiro (Antônio Ferreira) AT 10 7 0,70
16º Jadson (Jadson Rodrigues da Silva) MC 23 7 0,30
16º Diego Tardelli (Diego Tardelli Martins) AT 27 7 0,26
16º Dagoberto (Dagoberto Pelentier) AT 32 7 0,22
16º Souza (Willamis de Souza Silva) MC 46 7 0,15
16º Danilo (Danilo Gabriel de Andrade) MC 48 7 0,15

Os maiores artilheiros em média, com no mínimo 11 jogos pelo clube em competições internacionais até o presente momento, são: Dodô, 0,60; Caio, 0,56; Washington, 0,50; França, 0,48 e Luis Fabiano, 0,44.

Se Rogério Ceni é o maior artilheiro do São Paulo na história da Libertadores, Luis Fabiano é o maior goleador do clube em competições internacionais de modo geral. Contudo, a posição de Ceni é realmente espantosa e sua média de gols é melhor em torneios desta espécie e não muito distante de jogadores de linha, como Danilo e Souza. 

 

Maiores artilheiros em jogos internacionais 

C. Identificação P J G M
Gino Orlando (Gino Orlando) AT 54 28 0,52
Raí (Raí Souza Vieira de Oliveira) MC 42 22 0,52
França (Françoaldo Sena de Souza) AT 33 19 0,58
Luís Fabiano (Luís Fabiano Clemente) AT 38 18 0,47
Prado (Antônio Francisco Bueno do Prado) AT 32 16 0,50
Canhoteiro (José Ribamar de Oliveira) AT 39 16 0,41
Palhinha (Jorge Ferreira da Silva) AT 51 16 0,31
Müller (Luiz Antônio Corrêa da Costa) AT 49 15 0,31
Benê (Benedito Leopoldo da Silva) MC 49 14 0,29
Rogério Ceni (Rogério Ceni) GL 148 14 0,09
11º Toninho Guerreiro (Antônio Ferreira) AT 24 13 0,54
11º Pedro Rocha (Pedro Virgílio Rocha Franchetti) MC 26 13 0,50
11º Teixeirinha (Elísio dos Santos Teixeira) AT 44 13 0,30
14º Paraíba (Sebastião Thomaz de Aquino) AT 17 10 0,59
14º Gustavo Nery (Gustavo Nery de Sá da Silva) LE 27 10 0,37
16º Del Vecchio (Emmanuele del Vecchio) PT 12 9 0,75
16º Nondas (Epaminondas Brilha) AT 14 9 0,64
16º Dodô (Ricardo Lucas) AT 15 9 0,60
16º Caio (Caio Ribeiro Decoussau) AT 16 9 0,56
16º Zé Roberto (José Roberto Marques) MD 18 9 0,50
16º Renato (Carlos Renato Frederico) AT 19 9 0,47
16º Neco (Manuel Tavares) AT 26 9 0,35
16º Maurinho (Mauro Raphael) AT 27 9 0,33
16º Babá (Roberto Caveanha) AT 27 9 0,33

Este ranking considera também partidas amistosas, mas somente contra times do exterior. Em termos de média, com o mínimo de 11 jogos diisputados, o cenário é o seguinte: Del Vecchio, com 0,75; Nondas, 0,64; Dodô, 0,60, Paraíba, 0,59 e França, com 0,58.

 

Maiores artilheiros em jogos no exterior 

C. Identificação P J G M
Gino Orlando (Gino Orlando) AT 42 19 0,45
Prado (Antônio Francisco Bueno do Prado) AT 32 16 0,50
Canhoteiro (José Ribamar de Oliveira) AT 29 14 0,48
Benê (Benedito Leopoldo da Silva) MC 45 14 0,31
Raí (Raí Souza Vieira de Oliveira) MC 29 13 0,45
Paraíba (Sebastião Thomaz de Aquino) AT 16 10 0,63
França (Françoaldo Sena de Souza) AT 16 10 0,63
Del Vecchio (Emmanuele del Vecchio) PT 12 9 0,75
Nondas (Epaminondas Brilha) AT 14 9 0,64
Neco (Manuel Tavares) AT 26 9 0,35
Palhinha (Jorge Ferreira da Silva) AT 32 9 0,28
12º Careca (Antônio de Oliveira Filho) AT 8 8 1,00
12º Babá (Roberto Caveanha) AT 23 8 0,35
12º Agenor (Agenor Eugênio Rodrigues) AT 26 8 0,31
12º Dino Sani (Dino Sani) VL 38 8 0,21
16º Bibe (Olímpio Gabriel) MC 13 7 0,54
16º Guilherme (Guilherme de Cássio Alves) AT 13 7 0,54
16º Gustavo Nery (Gustavo Nery de Sá da Silva) LE 13 7 0,54
16º Baiano (Carmo David) AT 20 7 0,35
16º Faustino (Alcides da Cruz Faustino) AT 39 7 0,18

Também considera amistosos. Os maiores artilheiros em média, com no mínimo 10 jogos pelo clube em jogos no exterior até o presente momento, são: Del Vecchio, 0,75; Nondas, 0,64; Paraíba e França, 0,63; e Bibe, 0,54. Ainda que tenha jogado menos que a média geral, espanta a marca de Careca: 8 gols em 8 partidas. 

Quando a partida é realizada fora do Brasil, os maiores artilheiros são jogadores de um passado mais distante, de uma época em que o clube excursionava muito pelo exterior. Assim, Gino Orlando, Prado, Benê e Canhoteiro são os destaques. O maior artilheiro nesse critério, da era mais recente, é Raí. 

 

Maiores artilheiros em jogos de "mata-mata"

C. Identificação P J G M
Luís Fabiano (Luís Fabiano Clemente) AT 72 50 0,69
França (Françoaldo Sena de Souza) AT 68 36 0,53
Raí (Raí Souza Vieira de Oliveira) MC 75 25 0,33
Serginho Chulapa (Sérgio Bernardino) AT 29 20 0,69
Müller (Luiz Antônio Corrêa da Costa) AT 66 17 0,26
Dodô (Ricardo Lucas) AT 32 16 0,50
Marcelinho Paraíba (Marcelo dos Santos) AT 51 16 0,31
Rogério Ceni (Rogério Ceni) GL 234 16 0,07
Reinaldo (Reinaldo da Cruz Oliveira) AT 29 15 0,52
10º Palhinha (Jorge Ferreira da Silva) AT 51 13 0,25
11º Kaká (Ricardo Izecson dos Santos Leite) MC 41 12 0,29
12º Careca (Antônio de Oliveira Filho) AT 16 11 0,69
12º Adriano (Adriano Gerlin da Silva) MC 32 11 0,34
14º Aílton (Aílton Delfino) MC 15 10 0,67
14º Dagoberto (Dagoberto Pelentier) AT 35 10 0,29
16º Caio (Caio Ribeiro Decoussau) AT 18 9 0,50
17º Juninho (Oswaldo Giroldo Junior) AT 33 8 0,24
17º Júlio Baptista (Júlio César Baptista) MC 35 8 0,23
19º Euller (Euller Elias de Carvalho) AT 16 6 0,38
19º Catê (Marcos Antônio Lemos Tozzi) AT 27 6 0,22
19º Carlos Miguel (Carlos Miguel da Silva Júnior) MC 50 6 0,12
19º Gustavo Nery (Gustavo Nery de Sá da Silva) LE 58 6 0,10

O ranking considera somente os jogos eliminatórios de competições oficiais. A situação, em termos de média (mínimo de 12 jogos disputados), apresenta uma curiosidade: empate tríplice na primeira posição entre Luis Fabiano, Serginho Chulapa e Careca, com 0,69. Completam o top 5 Aílton Delfino, 0,67 e França, 0,53.

 

Maiores artilheiros em jogos contra os grandes do Brasil

C. Identificação P J G M
Luís Fabiano (Luís Fabiano Clemente) AT 113 67 0,59
Serginho Chulapa (Sérgio Bernardino) AT 104 63 0,61
França (Françoaldo Sena de Souza) AT 127 55 0,43
Teixeirinha (Elísio dos Santos Teixeira) AT 173 53 0,31
Luizinho (Luiz Mesquita de Oliveira) AT 104 48 0,46
Gino Orlando (Gino Orlando) AT 126 47 0,37
Rogério Ceni (Rogério Ceni) GL 454 45 0,10
Leônidas (Leônidas da Silva) AT 80 44 0,55
Müller (Luiz Antônio Corrêa da Costa) AT 131 41 0,31
10º Dodô (Ricardo Lucas) AT 72 40 0,56
11º Raí (Raí Souza Vieira de Oliveira) MC 135 36 0,27
12º Waldemar de Brito (Waldemar de Brito) AT 38 35 0,92
13º Maurinho (Mauro Raphael) AT 110 34 0,31
14º Remo (Remo Januzzi) AT 127 31 0,24
15º Roberto Dias (Roberto Dias Branco) DF 166 31 0,19
16º Pedro Rocha (Pedro Virgílio Rocha Franchetti) MC 114 28 0,25
17º Dagoberto (Dagoberto Pelentier) AT 105 27 0,26
18º Friedenreich (Arthur Friedenreich) AT 47 26 0,55
19º Dino Sani (Dino Sani) VL 93 26 0,28
20º Babá (Roberto Caveanha) AT 77 24 0,31

Considerando somente os jogos do São Paulo contra os outros 11 grandes times do Brasil (Atlético Mineiro, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos e Vasco da Gama). Na média, os maiores goleadores (com o mínimo de 23 jogos disputados) são: Waldemar de Brito, 0,92; Zezinho, 0,71; Hemédio, 0,64; Friaça e Serginho Chulapa, 0,61. Luis Fabiano aparece logo depois, com 0,59.

 

Maiores artilheiros nos clássicos

C. Identificação P J G M
Serginho Chulapa (Sérgio Bernardino) AT 69 42 0,61
Leônidas (Leônidas da Silva) AT 52 33 0,63
Luizinho (Luiz Mesquita de Oliveira) AT 66 33 0,50
Gino Orlando (Gino Orlando) AT 86 31 0,36
Teixeirinha (Elísio dos Santos Teixeira) AT 105 29 0,28
Maurinho (Mauro Raphael) AT 81 26 0,32
Müller (Luiz Antônio Corrêa da Costa) AT 77 23 0,30
Araken Patusca (Araken Abraham Patusca da Silveira) AT 37 21 0,57
Luís Fabiano (Luís Fabiano Clemente) AT 38 21 0,55
Raí (Raí Souza Vieira de Oliveira) MC 70 21 0,30
Remo (Remo Januzzi) AT 77 21 0,27
12º Roberto Dias (Roberto Dias Branco) DF 108 20 0,19
13º Waldemar de Brito (Waldemar de Brito) AT 22 19 0,86
13º Dino Sani (Dino Sani) VL 59 19 0,32
15º Dodô (Ricardo Lucas) AT 31 18 0,58
15º Friedenreich (Arthur Friedenreich) AT 38 18 0,47
17º Armandinho (Armando dos Santos) AT 37 17 0,46
17º França (Françoaldo Sena de Souza) AT 50 17 0,34
17º Pedro Rocha (Pedro Virgílio Rocha Franchetti) MC 68 17 0,25
20º Zezinho (Moyses Ferreira Alves) AT 22 16 0,73
20º Terto (Tertuliano Severiano dos Santos) AT 109 16 0,15

Quando o assunto se trata exclusivamente dos clássicos contra Corinthians, Palmeiras e Santos, os recordistas, na média de gols (mínimo de 13 jogos disputados), são: Waldemar de Brito, 0,86; Zezinho, 0,73; Leônidas, 0,63; Serginho Chulapa, 0,61 e Dodô, com 0,58. Luis Fabiano é o sétimo, com 0,55.