São Paulo F.C



Em 1933, o primeiro jogo entre São Paulo e Flamengo

O Tricolor não tomou conhecimento do adversário e goleou por 7 a 3

spfcxfla.jpg

Por Jornal "Folha da Manhã" (SP)

Em 1933, após o advento do profissionalismo, São Paulo e Flamengo se enfrentaram pela primeira vez, na Chácara da Floresta. O time paulista não tomou conhecimento dos visitantes da então capital do Brasil e venceram o jogo por incontestáveis 7 a 3.

Abaixo, reprodução na integra (e com grafia da época) do jornal " A Noite", do Rio de Janeiro, de 2 de julho, sobre a vitória do Tricolor contra a equipe carioca:

 

S. Paulo, 2 (Serviço especial d'A Noite) - A partida de football entre os quadros do Flamengo e do S. Paulo attraiu grande concorrencia ao estadio da Floresta.

Os quadros entraram em campo perfeitamente em fórma. Arbitrou a partida o sr. Solon Ribeiro, da Liga Carioca de Football, cuja actuação, apesar de bem orientada, não agradou plenalmente à assistencia. Onde os protestos se revestiram de maior vehemencia foi quando o arbitro annullou um goal dos locaes, marcado por Luizinho.

A victoria do São Paulo foi a consequencia evidente de sua superioridade. Da parte dos visitantes houve algumas falhas technicas, que influiram para que os locaes se avantajassem e conseguissem a victoria pelo score de 7x3. Amado, o valoroso arqueiro dos campos cariocas, não esteve num dia feliz. Notava-se mesmo um certo declinio na sua actuação, se fossemos confrontal-a com as intervenções em que tantas vezes, nos jogos passados, elle mostrou ser um arqueiro de formidaveis recursos, que lhe valeram o titulo maximo de keeper do selecionado brasileiro.

Do quadro de São Paulo F. C. destacaram-se o centro atacante Waldemar, que quatro (sic, três) vezes vasou o arco contrário, Armandinho, Araken e Junqueirinha, autores de outros tentos.

Da linha do Flamengo tiveram melhor actuação Nelson e Jarbas, que demonstraram o seu estylo efficiente. OS demais estavam pouco cohesos, havendo mesmo em certas phases muita desorientação dos elementos do quadro visitante.

A partida serviu para que mais se solidificassem os laços de camaradagem entre esportistas do Rio e de S. Paulo.

Não houve um único incidente para empanar o brilho da partida nocturna de hontem.

Todos os jogadores revelaram admiravel disciplina e um espirito sportivo que deveria ser parte integrante de todos os jogos que se realisassem no Brasil.

 

SÃO PAULO 7 X 3 FLAMENGO

Competição: Amistoso Nacional
Local: Chácara da Floresta
Data: 01 de julho de 1933
Árbitro: Alderico Solon Ribeiro

SPFC: José Lengyl (Moreno); Sylvio Hoffman e Iracino; Raffa, Zarzur e Orozimbo; Luizinho, Armandinho, Waldemar de Brito, Araken Patusca e Junqueirinha. Técnico: Clodoaldo Caldeira (Clodô)

Gols: Armandinho, 15/1; Araken Patusca, 18/1; Waldemar de Brito, 26/1; Waldemar de Brito, 31/1; Waldemar de Brito, 8/2; Junqueirinha, 16/2; Junqueirinha, 20/2

CRF: Amado (Fernandinho); Moysés e Bibi; Affonso, Lorico (Flávio) e Faia; Roberto, Doca, Gabriel, Nelson e Jarbas. Técnico: Desconhecido

Gols: Nelson (pênalti), 36/1; Doca, 1/2; Doca, 12/2