São Paulo F.C



Pela primeira vez campeão da América, Telê completou a trinca

O técnico são-paulino sagrou-se campeão paulista, brasileiro e da Libertadores em um ano e meio

tele santana.jpg

Por Site Oficial/saopaulofc.net

Chamavam ele de pé-frio por causa da campanha da Seleção Brasileira de dez anos antes (1982) e também da Copa de 86. Mas no São Paulo, ele ressurgiu vitorioso, campeão. Telê Santana fez história no clube, onde ganhou tudo. Chegou tímido, sempre fazendo contrato de seis meses para, ao menor sinal de desavença, voltar para sua chácara no interior. Em 1990 levou o Tricolor ao vice-campeonato nacional, em surpreendente campanha, com o time que terminara o Campeonato Paulista em 15º lugar.

E no período de um ano e meio que se seguiu, o São Paulo, sob comando de Mestre Telê, ganhou tudo. Foi Campeão Brasileiro de 1991, no primeiro semestre, e Campeão Paulista do mesmo ano, no segundo. A "Tríplice Coroa" veio no ano seguinte, 17 de junho de 1992: Campeão da Copa Libertadores da América.

Telê ia sepultando a fama que o incomodava - alcunha que ruiu de vez com a conquista do Mundial, seis meses depois. Durante a comemoração do título sul-americano chorou muito e desabafou ao jornal Estado de São Paulo: "Sou pé frio, não é?". Telê, após todo o festejo, só queria um justo prêmio, descansar por um dia e meio "no meio do mato", como dizia. Ao retornar ao batente, com a faixa de campeão, lembrou ao repórter do mesmo jornal a preleção dada aos jogadores antes da decisão contra os argentinos do Newell's Old Boys:

"Sei que ás vezes pareço chato e ranzinza por ser tão exigente, mas vocês que são jovens talvez não percebam que é graças a isso também que estamos chegando à quarta final seguida".

E graças a isto o São Paulo não parou por ai, foi muito mais ao longe. Após conquistar o estado, o país e continente, ganhou também o mundo, e não satisfeito fez tudo isso novamente.

Telê Santana selou definitivamente seu lugar na história como vencedor, e também um lugar no coraçao de todo são-paulino como "O Mestre". Mestre Telê Santana.