São Paulo F.C



"Chegarei com toda a força, estou muito feliz de voltar"

Cuca fala sobre retorno ao Tricolor, 'tabelinha' com Mancini e reforça torcida para o clássico

9ea21c64-cf0d-4a83-bc4e-e61e7f6982da.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

De volta ao clube após 15 anos, Cuca está motivado para trabalhar novamente no Tricolor e confiante na ‘tabelinha’ com o interino Vagner Mancini antes de retomar a sua rotina no dia a dia no CT da Barra Funda.

O comandante, que passa por tratamento cardiológico e assumirá a equipe após o fim do Campeonato Paulista, festejou o acerto com o São Paulo. “Estou muito feliz por voltar ao São Paulo depois de 15 anos, esperançoso de poder ajudar o clube novamente, como fiz em 2004”, disse o treinador, que emendou.

“Minha vontade era de me apresentar agora, mas ainda não fui liberado pelo meu médico e terei de continuar com o tratamento aqui em Curitiba. Enquanto esses dois meses não chegam, estarei me preparando ainda mais para desenvolver meu trabalho”, afirmou.

Em sua primeira passagem pelo Tricolor, em 2004, Cuca comandou o time em 51 jogos: 30 vitórias, oito empates e 13 derrotas (64,05% de aproveitamento).

Semifinalista da Copa Libertadores da América daquele ano, o treinador foi um dos responsáveis pela montagem do elenco que fez história na temporada seguinte com as memoráveis conquistas do Mundial, da competição continental e do Paulista.

“Tenho um carinho muito grande pelo São Paulo, desde 2004. Agradeço a todos, e especialmente à diretoria são-paulina, pela compreensão e também pela decisão de esperar pela minha plena recuperação. Chegarei com toda a força para ajudar o clube a cumprir com todos os objetivos”, revelou.

E enquanto aguarda a liberação médica, o técnico reforça a torcida pelo Tricolor e, especialmente, por Vagner Mancini.

“Quero agradecer ao Mancini, porque todos sabemos que ele chegou ao São Paulo para exercer outra função, de coordenador, e ele só está assumindo o time de forma interina pelo nosso bem, especialmente pelo bem do São Paulo”, comentou o treinador, que acrescentou.

“Eu já tinha uma admiração grande por ele, e agora essa atitude só reforça o meu apreço. Estou muito feliz por esse desfecho e desejo ao Mancini e aos atletas toda a sorte do mundo no clássico contra o Corinthians no domingo. Estarei na torcida”, concluiu Cuca.