São Paulo F.C



Everton Felipe e Diego Souza: reencontro, parceria e entrosamento

Jogadores brilharam juntos no Sport e, agora, estão juntos novamente para reforçar o Tricolor no Brasileiro

DSC_0169.JPG

Por Érico Leonan / saopaulofc.net

Reforço do Tricolor para a sequência da temporada, Everton Felipe chegou ao clube na última quarta-feira (9) e reencontrou um grande amigo: Diego Souza. Os dois jogaram juntos no Sport, fizeram uma parceria de sucesso na Ilha do Retiro e construíram uma amizade que será importante nesta adaptação do jovem jogador ao São Paulo.

“Tudo começou em 2016, quando eu retornei para o Sport após o empréstimo no Internacional, e conheci o Diego. Ele já era experiente e me ajudou bastante dentro e fora de campo. Fizemos uma parceria que foi importante para o Sport: eu com assistências e ele com gols (risos)”, revelou o meia-atacante, que completou.

“Somos amigos e tenho certeza que levaremos isso para a vida toda. O Diego Souza é um grande jogador e vive um bom momento no São Paulo. Vamos retomar a nossa parceria para tentar fortalecer o clube no Campeonato Brasileiro”, acrescentou Everton Felipe.

Assim como a nova contratação, Diego Souza também festejou a chegada do jovem armador. “Estou muito feliz com a chegada dele, porque é um menino trabalhador e que somará bastante. O São Paulo ganhou um reforço que se dedicará bastante pelo time, porque o Everton Felipe ajuda bastante com a entrega dele”, disse o camisa 9, que emendou.

“Ele tem uma saúde fora do comum e muita disposição. Sou até suspeito para falar, porque adotei ele no Sport (risos). Ele me ajudou também. O Everton Felipe tem personalidade forte, mas sabe escutar e gosta de ouvir os mais experientes. Tem humildade para aprender, e tenho certeza de que ajudará bastante a nossa equipe”, finalizou.

O jogador de 21 anos é o terceiro reforço do Tricolor após a Copa do Mundo da Rússia – o lateral-direito Bruno Peres e o meia-atacante Joao Rojas também chegaram neste período.

O meia-atacante iniciou a carreira nas categorias de base do Sport e logo despontou. Em 2014, foi emprestado ao Internacional e também brilhou na base do clube gaúcho até o final de 2015. Após a passagem pelo Sul, que deu mais bagagem ao armador, retornou ao Recife e se firmou no time principal do Sport.