São Paulo F.C



Campeões de diferentes gerações e muita história tricolor

Lançamento do ‘Caminho dos Ídolos’ reuniu craques de épocas que marcaram o São Paulo

A noite da última terça-feira (7), no Morumbi, reservou mais um capítulo especial na história do clube. O lançamento do ‘Caminho dos Ídolos' - espécie de calçada da fama que reúne 99 ex-jogadores que marcaram sua passagem pelo São Paulo – marcou o reencontro de grandes campeões e promoveu a interação de diferentes gerações com identidade tricolor.

>CAMINHO DOS ÍDOLOS: ficha completa!

De Peixinho, que marcou o primeiro gol do Morumbi em 1960, a Júnior e Aloísio Chulapa, que conquistaram o tricampeonato brasileiro em 2006, 2007 e 2008, o evento reuniu ídolos que engrandeceram o clube e conquistaram a torcida são-paulina.

“Só um grande clube como o São Paulo poderia realizar um evento como este. Diferentes gerações confraternizaram e resgataram momentos vitoriosos do clube. Mais uma vez, o São Paulo reconheceu os ídolos e nos emocionou”, disse Peixinho, que teve a opinião compartilhada pelos tricolores.

“Foi um momento especial. Receber esta homenagem do clube me deixou emocionado, porque fomos eternizados no Caminho dos Ídolos. Foi uma grande honra defender esta camisa”, acrescentou o lateral-esquerdo Júnior. “Foi uma noite de muita emoção e respeito entre o clube e os jogadores. Tive a oportunidade de conhecer familiares de ex-companheiros e recordar momentos marcantes”, emendou Terto.

Campeões mundiais, continentais, nacionais e estaduais foram homenageados e receberam uma medalha comemorativa. A cerimônia contou com a presença de diversos ídolos e familiares de ex-atletas já falecidos, além de conselheiros e membros da diretoria.

“Quero parabenizar o clube pela iniciativa, porque o São Paulo trata os ídolos e os ex-jogadores com gratidão. Os familiares puderam acompanhar este momento histórico e também ficaram emocionados. O São Pulo eternizou todos os jogadores que honraram as cores do clube, e estou feliz por fazer parte deste momento”, disse Pita.

Superintendente de relações institucionais do São Paulo, Diego Lugano também não escondeu a sua satisfação com a noite memorável no Estádio Cícero Pompeu de Toledo. “Este encontro nos fez sentir uma energia muito forte, com um sentimento difícil de expressar em palavras. Sempre sonhei com a oportunidade de jogar em um grande clube, e o São Paulo tem este histórico de reconhecer os campeões”, afirmou o uruguaio, que completou.

“Tenho certeza de que a torcida se orgulha disso, com campeões de diferentes épocas que marcaram a história do São Paulo. Todos reunidos e com o sentimento de gratidão pela instituição. O São Paulo é um clube diferente, que reconhece quem se entregou por esta camisa. E que siga assim no futuro, com novas gerações vitoriosas. Que isso estimule novos ídolos dos próximos anos”, finalizou.