São Paulo F.C



Aguirre confirma força máxima no Rio

Diego Aguirre concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira (27) e projetou o duelo com o Fluminense

3803.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Em busca da primeira vitória como visitante no Campeonato Brasileiro, o Tricolor visitará o Fluminense no próximo domingo (29), às 16h, no Maracanã, em duelo válido pela terceira rodada. Nesta sexta-feira (27), antes de mais um dia de ajustes no time, o técnico Diego Aguirre concedeu entrevista coletiva e projetou o confronto com os cariocas.

“A única coisa que quero é ganhar o próximo jogo, depois posso ter mais certeza de onde podemos chegar, com objetivos curtos e imediatos. A expectativa, hoje, é somente melhorar o jogo e ganhar no Rio de Janeiro. Nosso desejo é que o São Paulo brigue por onde tem que estar: nas primeiras posições”, disse o comandante, que completou.

“Estou contente com o que temos, um time muito competitivo que pode brigar por coisas importantes e está se arrumando. Logicamente temos que ter uma sequência de vitórias para estar mais tranquilos e tudo esteja melhor”, avaliou o treinador uruguaio, que garantiu força máxima na partida deste final de semana.

“Na semana passada tivemos uma sequência com muitos jogos, e por isso preservamos alguns jogadores fisicamente. Quando temos a semana toda, como agora, não temos que preservar ninguém, apenas treinar. Ainda não tenho um time titular, porque os jogadores estão brigando para ganhar a titularidade. Podemos ter duas ou três mudanças, mas buscando a competitividade entre eles para que os melhores estejam em campo”, afirmou.

As baixas confirmadas são o zagueiro Rodrigo Caio (entorse no pé esquerdo) e o lateral-esquerdo Reinaldo (aprimora forma física após se recuperar de contratura na região anterior da coxa esquerda), além do atacante uruguaio Gonzalo Carneiro (faz trabalho de reforço muscular).

“Jogar com três zagueiros é uma alternativa que eu gosto, temos bons zagueiros, talvez onde São Paulo esteja melhor, com cinco ou seis zagueiros de bom nível. Quando o adversário joga com três zagueiros aumenta a possibilidade de jogar com três zagueiros também. Não é definitivo, ainda temos que encontrar o futebol para que o time seja mais protagonista, algo que ainda não temos feito. Depois, independentemente de três zagueiros ou linha de quatro, é uma decisão tática, mas o importante é o time ter mais protagonismo ofensivo”, finalizou.