São Paulo F.C



Raí explica saída de Dorival e confirma Jardine na comissão fixa

No CT da Barra Funda, executivo de futebol concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira (9)

DSC_0415-001.JPG

Por Érico Leonan / saopaulofc.net

Após o comunicado sobre a saída de Dorival Júnior, o executivo de futebol Raí concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira (9) para explicar a troca no comando técnico da equipe. Durante o atendimento à imprensa, o dirigente falou sobre os motivos que definiram a troca e confirmou que André Jardine integrará a comissão técnica fixa, como auxiliar.

“Como todos já sabem, o Dorival se desligou do São Paulo. Conversamos muito nas últimas semanas, não foi uma decisão de última hora. Após uma série de análises, foi decidido que era necessário tomar uma atitude e trocamos a comissão técnica. Trouxemos o Jardine, que por enquanto está como interino, mas que terá um cargo fixo na comissão técnica como auxiliar. Ele representa um projeto, do clube, ter uma comissão técnica permanente e ter uma política de carreira aqui dentro. A chegada do Jardine não é algo inesperado, mas que estava planejado. É uma pessoa em quem acreditamos e que será parte de nossa comissão fixa”, afirmou Raí.

Na reapresentação do elenco nesta tarde, após o clássico, Jardine já assumiu o comando interino e iniciou os preparativos para o duelo com o Red Bull Brasil que será disputado no domingo (11), às 17h, no Morumbi, pela 12ª rodada do Campeonato Paulista.

“Tive uma conversa há pouco com ele. O Jardine manifestou o desejo de, além de estar no dia a dia como auxiliar, investir na sua formação, de passar algum tempo em outras escolas do futebol, na Europa e outros países. É um investimento de médio prazo e obviamente isso vai depender da confiança dele, de sentir segurança e qual vai ser a reação dele estando aqui com os profissionais, da maturidade dele. Mas a confiança é total. A comissão técnica que chegar está sabendo e concorda com esse tipo de estratégia”, revelou Raí.

Na coletiva, o executivo de futebol também analisou a busca por um novo comandante. “Temos um nome, entre outros que estamos estudando, e está bastante avançado, mas ainda em negociação, então não posso dar detalhes. Este novo profissional segue o perfil que estamos buscando, dentro do nosso planejamento. As opções são com competência, postura, que se alinhe também ao trabalho do Jardine. Queremos padrão de jogo e um time que se impõe, com regularidade, segurança defensiva e que proponha o jogo com alternativas de ataque”, afirmou.