São Paulo F.C



Dez rodadas para reagir e tirar a diferença

Hudson e Diego Souza lamentam tropeços no Brasileirão, mas olham para frente e almejam reação na reta final da competição, já contra o Inter

9832.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

As últimas rodadas do Campeonato Brasileiro não têm sido como os jogadores, comissão técnica e torcedores esperavam. Com três empates e uma derrota no clássico, o Tricolor passou a ocupar a quarta colocação na competição, com quatro pontos a menos que o Palmeiras. Faltando dez rodadas para o término do nacional, 30 pontos em jogo, Hudson e Diego Souza não jogam a toalha.

Logo após a derrota para o Palmeiras, por 2 a 0, no Morumbi, o capitão Hudson afirmou que o São Paulo precisa reencontrar o quanto antes o caminho das vitórias e reagir no Brasileirão, porque ainda dá tempo de chegar novamente a liderança, uma vez que os clubes que brigam pelo título ainda se enfrentarão entre si e os outros times tem dado trabalho, para fugir da zona de rebaixamento.

“Temos mais dez rodadas para tirar a diferença. Para isso, temos que voltar a mostrar aquele time que mostramos em vitórias importantes, como no jogo contra o Flamengo, Corinthians, Cruzeiro, entre outros. Temos que reagir o quanto antes, e contra o Inter é a hora”, disse o camisa 25.

“Contra o Palmeiras era uma decisão. Agora, contra o Inter, muito mais, porque tivemos o resultado adverso em casa. O resultado positivo contra o Inter é essencial”, emendou o volante, se referindo ao próximo duelo do São Paulo, contra o Internacional, no próximo domingo, dia 14, às 16h, no Beira Rio.

Mesmo chateado com a derrota no clássico, Diego Souza não deixa que os são-paulinos baixem a cabeça neste momento. Faltando dez rodadas para o término da competição, muita coisa ainda pode acontecer. Pouco depois do Brasileiro começar, o atacante já dizia que uma das metas era chegar na reta final no pelotão da frente da tabela, e assim tem sido.

“Jogar a toalha? Estamos a 10 rodadas do fim do campeonato, com chance de conquistar nosso objetivo. Temos que juntar força, sair dessa situação adversa, e subir de novo. Chegou o momento decisivo e a reta final é um novo campeonato. Queríamos chegar entre os que estão buscando o título nas últimas dez rodadas. Se a gente tiver um bom resultado contra o Internacional, volta tudo ao normal”, opinou.