São Paulo F.C



A dupla emoção do agora pai e são-paulino Denilson

Ao desembarcar em São Paulo para fechar com o Tricolor, atacante recebeu a notícia sobre o nascimento de sua filha

DSC_0452.JPG

Por Juca Pacheco / saopaulofc.net

Reforço do Tricolor para a sequência do Campeonato Brasileiro, Denilson vive um momento especial: na última quinta-feira (8), o jogador deixou Santa Catarina e viajou para São Paulo. Ao desembarcar na capital paulista, antes de seguir para o CT da Barra Funda, o atacante recebeu a notícia de que a sua primeira filha acabara de nascer. A pequena Maria Elis chegou para motivar ainda mais o novo atleta são-paulino.

“Foi um dia muito especial. Celebrar o nascimento da minha filha e chegar ao São Paulo são momentos que ficarão marcados e que, sem dúvida, me dão motivação extra neste novo desafio na carreira. Assim que desembarquei em São Paulo recebi a notícia do nascimento dela e já comecei a minha trajetória com o pé direito no clube (risos). Estou muito feliz”, revelou o atleta, de 21 anos, pai de primeira viagem.

Ao chegar no CT da Barra Funda, com um largo sorriso no rosto e muito motivado, Denilson cumpriu a parte burocrática e agendou os exames médicos – foram realizados na manhã desta sexta (9). Na sequência, partiu para o Morumbi e reforçou a torcida tricolor no duelo com o Vitória (2 x 0). “Estou muito contente e preparado para ajudar os meus novos companheiros. Quero mostrar o meu futebol e retribuir a confiança do clube”, acrescentou.

O atleta, que pertence ao Granada-ESP e chega por empréstimo até o final da temporada – com opção de compra – era o artilheiro do Avaí em 2017, com oito gols em 21 partidas. Denilson chega para dar mais uma opção ofensivo ao técnico Rogério Ceni. Denilson atua como centroavante, mas foi pelas beiradas do campo o jogador chamou a atenção da comissão técnica.

“Chegar ao São Paulo é a realização de qualquer jogador, por isso é um privilégio fazer parte do clube agora. Quando soube do interesse do São Paulo fiquei muito ansioso com este momento para chegar aqui. Acredito que isso é fruto do trabalho que tenho desenvolvido desde as categorias de base. Meu ponto forte é o apoio ao ataque, pelas laterais ou mais centralizado, mas gosto de ajudar taticamente. Aprendi bastante na Europa e sei a importância de ajudar defensivamente também”, completou.

Denilson foi revelado nas categorias de base do Fluminense e despontou rapidamente. Aos 17 anos, em 2013, estreou profissionalmente e já deixou a sua marca: balançou as redes na vitória sobre o Goiás por 2 a 1, pelo Brasileiro. Para complementar a sua formação, retornou para a base, conquistou uma série de títulos e manteve as grandes exibições.

Assim, tido como um dos promissores garotos do futebol carioca, Denilson despertou o interesse dos europeus. Em 2015, foi negociado com o Granada-ESP e atuou na equipe B durante duas temporadas. Ainda no Velho Continente, antes de retornar ao Brasil, foi emprestado ao Neftchi, do Azerbaijão. 

“Chego ao São Paulo no melhor momento da minha carreira, mais experiente. Mostrei o meu trabalho no Avaí e agora quero ajudar o São Paulo. A oportunidade de trabalhar com o Rogério, que tem demonstrado potencial para ser um treinador vitorioso, também me deixou feliz. Ele é um ídolo do futebol e fazer parte disso é a realização de um sonho. Me sinto privilegiado. O clube brigará pela vaga na Libertadores e pelo título no Brasileiro, e temos totais condições de fazer isso. Estou pronto”, finalizou.