São Paulo F.C



Fã de Pratto e artilheiro na base, conheça Brenner

Filho de ex-jogador e revelado no CFA Laudo Natel, jovem atacante foi relacionado pela primeira vez

A lista do técnico Rogério Ceni para o duelo com o Atlético-PR reservou mais uma novidade vinda do CFA Laudo Natel: grata revelação das categorias de base do clube, o jovem Brenner foi convocado pelo treinador para reforçar o time são-paulino na Arena da Baixada na noite desta quarta-feira (21), às 21h45 (de Brasília).

Atleta tricolor desde os 11 anos, quando foi descoberto por um observador são-paulino em Cuiabá, o atacante fez toda a sua trajetória com o manto do São Paulo. O futebol, aliás, sempre esteve presente na vida de Brenner. “Meu pai (Anderson) foi meia do Flamengo e jogou um tempo na Europa, mas parou de jogar cedo. E desde criança sou apaixonado por futebol. Meus pais contam que eu brincava com bola o dia inteiro e só parava para mamar (risos)”, revela o atleta.

No currículo, o atacante de 17 anos trouxe as conquistas da Copa Ouro Sub-17 (2016), da Taça BH Sub-17 (2016), da Salvador Cup Sub-16 (2016), da Aspire Tri-Series Sub-19 (2016) e do Campeonato Paulista Sub-17 (2016), além de ter sido Melhor jogador da Copa Santiago Sub-18 (2017), Artilheiro da Copa Nike Sub-15 (2015, sete gols) e Artilheiro da Copa Santiago Sub-18 (2017, oito gols).

“Quando cheguei ao CFA, fiquei impressionado com a estrutura e coloquei na minha cabeça que não iria mais sair de lá. Me dediquei muito e aprendi bastante neste período. Consegui dar sequência ao trabalho e hoje recebo esta oportunidade de integrar a delegação para um duelo do time principal”, acrescenta Brenner, que ao receber a notícia de que iria viajar para Curitiba correu para avisar os pais.

“Minha mãe e meu pai ficaram emocionados. Sei que foi apenas o primeiro passo na minha carreira, mas para eles foi a realização de um sonho. A felicidade deles me motiva ainda mais, porque sou são-paulino desde a infância”, afirma o atacante, que desde o início da semana está integrado ao dia a dia do CT da Barra Funda.

O jogador, que marcou 38 gols em apenas 18 jogos este ano pelo time Sub-17, também não escondeu a sua alegria com a oportunidade de trabalhar com grandes ídolos. “Quando entrei no CT passou um filme pela minha cabeça, porque desde cedo trabalho para ter um futuro melhor e realizar o meu sonho de jogar pelo São Paulo. Sou fã do Rogério e do Lucas Pratto, então quando vi os caras de perto fiquei admirado. Foi uma felicidade enorme”, finaliza o atacante.