São Paulo F.C



Marcinho fala sobre emoção do primeiro gol e mira equilíbrio

No duelo contra o Atlético-MG, camisa 39 balançou as redes pela primeira vez pelo Tricolor

8118.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

O duelo contra o Atlético-MG (1 x 2) no último final de semana não terminou com o placar desejado pelos são-paulinos, ainda assim a partida com os mineiros reservou um momento especial para Marcinho: o camisa 39 balançou as redes pela primeira vez no Tricolor. O jogador, titular nas oito rodadas do Campeonato Brasileiro, falou sobre a emoção de festejar o seu primeiro gol com a torcida no Morumbi.

“Foi um momento especial, mas trocaria pela vitória. Marcar o meu primeiro gol no Morumbi, com a nossa torcida foi um momento único. A felicidade só não foi completa, porque não conquistamos um resultado positivo”, revelou o atleta, que tem se destacado pela versatilidade. Seja na ala direita ou no ataque, Marcinho tem a confiança do técnico Rogério Ceni.

“Sempre tenho falado que, independentemente de onde jogar, quero ajudar. Sempre que me pedirem para fazer uma função que não é a minha, estarei à disposição, mesmo sabendo que não vou render como se estivesse na frente. Se for para o bem do time, estou à disposição. Desde o primeiro dia, nos treinos ou nos jogos, tenho que sempre procurar fazer o melhor porque é um prazer vestir essa camisa”, afirmou.

Durante a coletiva de imprensa desta segunda-feira (19), no CT da Barra Funda, o atacante também projetou um equilíbrio no time para fazer o São Paulo embalar na competição. “A gente precisa encontrar o equilíbrio entre meio, defesa e ataque. Fizemos um bom jogo contra o Atlético-MG, mas não conseguimos vencer. Quando isso acontecer, tudo vai melhorar e vamos conseguir brigar na parte de cima. A gente precisa caprichar um pouco mais na frente e atrás”, opinou o camisa 39, que emendou.

“Até o jogo contra o Corinthians, tínhamos tomado dois gols e marcado bastante. Encontrar esse equilíbrio entre ataque e defesa é fundamental para brigar lá em cima. Nessa sequência de jogos, quando você perde e já tem um jogo depois, não dá para ficar pensando nas críticas. Você descansa e já tem um jogo na quarta, precisa pensar em ganhar. Tem de buscar a vitória no próximo jogo. O ruim é quando você tem uma semana cheia pensando na derrota”, finalizou.