São Paulo F.C



Diretoria e elenco homenageiam Lugano: "Respeito e amor às nossas cores"

Zagueiro uruguaio recebeu um quadro com camisa assinada pelos companheiros e uma placa do clube

Lugano se despediu do Tricolor neste domingo (3) com uma série de justas homenagens que parabenizaram a sua vitoriosa e marcante trajetória pelo clube. Após o confronto com o Bahia (1 x 1), no Morumbi, o uruguaio concedeu entrevista coletiva e recebeu um quadro com uma camisa assinada pelos companheiros e uma placa concedida pelo clube.

O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva e o diretor executivo de futebol Vinicius Pinotti entregaram a homenagem ao zagueiro, com os dizeres: “Homenagem que o São Paulo faz a você, Lugano, por trajetória de vitórias, profissionalismo e dedicação integral nas duas passagens como jogador e ídolo do nosso time. Que sua identificação visceral seja exemplo para as próximas gerações nunca esquecerem o real significado de respeito e amor às nossas cores”.

A coletiva de imprensa começou com um pronunciamento do presidente são-paulino. “Com a vivência e honra de ser presidente, sei que a vida é feita de momentos que são difíceis, mas que fazem parte da nossa trajetória. Tenho que ressaltar tudo aquilo que ele significa, fez e faz pelo São Paulo. O Lugano veio para cá em 2003, e eu tive a alegria de conviver com ele naquele momento, quando era diretor de futebol”, disse Carlos Augusto de Barros e Silva, que completou.

"O Diego teve no São Paulo todas as conquistas. Absolutamente todas: campeão Paulista, Brasileiro, Sul-Americano da Libertadores e Mundial. É um símbolo que a nossa torcida a todo momento exalta no sentido de honrar essa partida. Quero expressar o sentimento de toda nação tricolor, de agradecimento pela figura humana e jogador que Lugano foi no São Paulo. Ele é uma referência de conduta, caráter e amor por essa camisa. Certamente está registrado na nossa história. E foi passado aos jogadores, que têm um apreço por ele. Diego, obrigado por tudo. Que a vida continue te dando a oportunidade de conquistar tudo o que você quiser”, acrescentou.

Na sequência, Lugano conversou com os jornalistas e falou sobre o vídeo que a comissão técnica e os companheiros fizeram para homenageá-lo no último sábado (2), durante a concentração da equipe no CT da Barra Funda. “Sempre falo que o reconhecimento da torcida e da imprensa pelo resultado do trabalho é importante porque mostra realmente que você deixou uma marca. Ontem à noite, a comissão técnica e a assessoria fez um vídeo muito emocionante pra mim", afirmou Lugano, que completou.

“Eles sabem que isso mexe comigo, porque meu ponto fraco são as coisas íntimas. Mas não chorei. Eles até cobraram (risos), mas nunca derrubaria lágrimas na frente deles. Foram emoções impossíveis de administrar pela quantidade de carinho. São presentes que a vida me deu e esta sensação enche minha alma para sempre”, revelou o camisa 5, que emendou.

“Como eu sempre falo, não consigo falar de mim mesmo: gosto de falar do entorno. Não sei se consegui deixar a marca que sempre sonhei. A pergunta deve ser feita ao entorno do São Paulo. Sigo com paz interior, tranquilidade e alegria por ter dado tudo o que podia ao São Paulo, por ter recebido coisas do clube que nunca sonhei, principalmente das pessoas. Sinto uma paz interior muito grande porque tenho a certeza de que fiz tudo pelo São Paulo. Me doei ao máximo por esse clube”, finalizou.