São Paulo F.C



Obrigado, Kaká!

Revelado no Tricolor e eleito o melhor jogador do mundo em 2007, meia se despediu dos gramados neste domingo (17)

Criado no clube, revelado nas categorias de base do Tricolor e ídolo da torcida são-paulina, Kaká anunciou neste domingo (17) a sua retirada dos gramados. O jogador, que teve duas marcantes passagens pelo São Paulo, encerrou a sua vitoriosa carreira com uma série de conquistas e capítulos que eternizaram o seu nome no futebol mundial.

A trajetória do atleta no São Paulo começou ainda na infância. Levado por seus pais, Bosco e Simone, frequentou desde pequeno a sede social do clube. Aos oito anos de idade, quando ainda tinha o apelido com C e não com K, o jovem talento passava boa parte de seu tempo na nos campos e quadras do clube no bairro do Morumbi.

Quando seu talento já não cabia mais nos campos da sede social, Kaká deu início a uma nova trajetória em sua vida e foi para as categorias de base, mais precisamente no dente de leite. A ascensão foi uma questão de tempo. Dente de leite, infantil, juvenil e júnior, até chegar ao profissional.

A estreia foi no Morumbi, pelo Torneio Rio-SP, num empate por 1 a 1 com o Botafogo, no dia 1º de fevereiro de 2001. Seu primeiro momento como uma verdadeira estrela, porém, foi pouco mais de dois meses depois, contra o mesmo Botafogo, no mesmo palco. No dia 7 de março, Kaká entrou em campo na decisão do Rio-SP e viu pela primeira vez o Morumbi se render ao seu talento: fez os dois gols do São Paulo na vitória por 2 a 1 sobre o clube carioca, dando o inédito título ao Tricolor.

Quis o destino que após 131 jogos e 48 gols, Kaká deixasse a sua casa, o São Paulo, e migrasse para o poderoso Milan, em 2003, após ter marcado o seu nome no Tricolor e conquistado a Copa do Mundo de 2002 com a Seleção Brasileira, no Japão e na Coreia do Sul.

Na Europa, manteve o mesmo caminho de sucesso após deixar o Tricolor. O armador triunfou no continente e escreveu o seu nome no futebol mundial. Em 2007, foi eleito melhor jogador do mundo pela FIFA, e ao longo dos anos acumulou diversas convocações para a Seleção Brasileira e disputou três Copas do Mundo - 2002, 2006 e 2010. As passagens por Milan-ITA e Real Madrid-ESP colocaram Kaká no patamar de grandes craques do futebol, renderam importantes conquistas e uma série de prêmios individuais que reconheceram o seu talento.

Após 11 anos no continente europeu, Kaká retornou ao São Paulo em 2014 para escrever um novo capítulo na sua história tricolor. A volta para casa foi emocionante: diante de milhares de torcedores e uma grande festa, o jogador recebeu as boas-vindas e vestiu novamente a camisa 8, a mesma que usou em sua primeira passagem pelo clube.

Com o currículo carregado de conquistas, o meia-atacante deu novo ânimo ao time na disputa do Campeonato Brasileiro daquele ano. Sempre lutando pelo time e passando tranquilidade aos companheiros, comandou a reação na competição nacional e batalhou para que a equipe ficasse com o vice-campeonato nacional e conquistasse uma vaga direta na Libertadores da América do próximo ano.

Sempre muito profissional e sem medir esforços no dia a dia do Centro de Treinamento da Barra Funda, o camisa 8 serviu de exemplo para todos os atletas do elenco, inclusive os mais experientes.  Ao voltar ao São Paulo, Kaká também retornou à Seleção Brasileira. Em outubro de 2014, após um ano e meio, o jogador foi convocado para defender o Brasil nos amistosos diante de Argentina e Japão.

Depois de matar a saudade de casa e da torcida, o jogador seguiu para os Estados Unidos. Nas últimas temporadas, com o intuito de ajudar a desenvolver o futebol no país, Kaká defendeu as cores do Orlando City até o final deste ano.

Obrigado, Kaká! O São Paulo será sempre sua casa e estará de portas abertas para você.

Principais Títulos

  • Torneio Rio-São Paulo: 2001
  • Campeonato Italiano: 2003/04
  • Supercoppa Italiana: 2004
  • Liga dos Campeões: 2006/07
  • UEFA Super Cup: 2003 e 2007
  • Mundial de Clubes da FIFA: 2007
  • Copa do Rei: 2010/11
  • Campeonato Espanhol: 2011/12
  • Super Copa Espanhola: 2012

Seleção Brasileira

  • Copa do Mundo: 2002
  • Copa das Confederações: 2005 e 2009

Prêmios individuais

  • Melhor Jogador do Mundo pela FIFA: 2007
  • Bola de Ouro: 2007
  • Onze d'Or: 2007
  • Melhor Jogador do Mundo pela FIFPro: 2007
  • Melhor Jogador do Mundo pela World Soccer: 2007
  • FIFPro World XI: 2006, 2007, 2008
  • Bola de Prata da Revista Placar: 2002
  • Bola de Ouro da Revista Placar: 2002
  • Seleção da Copa Ouro da CONCAFAF: 2003
  • Melhor Jogador Estrangeiro: 2004, 2006, 2007
  • Melhor Jogador: 2004, 2007
  • Melhor Meia pela UEFA: 2005
  • Melhor Atacante pela UEFA: 2007
  • Jogador do ano pela UEFA: 2007
  • Seleção da UEFA: 2006, 2007
  • Melhor Jogador da Copa do Mundo de Clubes da FIFA: 2007
  • Esportista Latino do ano pela IAAF: 2007
  • Seleção da FIFA: 2008
  • Melhor Jogador da Copa das Confederações: 2009

PELO TRICOLOR

Geral:

  • 155 jogos
  • 82 vitórias
  • 33 empates
  • 40 derrotas
  • 51 gols marcados

1ª passagem

  • 131 jogos
  • 68 vitórias
  • 28 empates
  • 35 derrotas
  • 48 gols marcados 

2ª passagem

  • 24 jogos
  • 14 vitórias
  • 5 empates
  • 5 derrotas
  • 3 gols marcados