São Paulo F.C



A temporada de Cueva: decisivo no Tricolor e fundamental na Seleção

Meia-atacante peruano fechou 2017 como o maior assistente do elenco e a vaga para a Copa do Mundo

6872.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Classificado com a Seleção Peruana para a Copa do Mundo de 2018, Cueva viveu em 2017 um dos momentos mais importantes da carreira até aqui. Decisivo no Tricolor, o camisa 10 foi fundamental também na heroica campanha da equipe de seu país em busca da vaga para a maior competição de futebol do planeta.

Este ano, pelo São Paulo, Cueva foi o líder de assistências do elenco: deu 11 passes certos para gols, além de ter balançado as redes dez vezes – superado apenas por Gilberto (13) e Lucas Pratto (14). O peruano se destacou no time são-paulino e foi protagonista em jogos chaves no Campeonato Brasileiro, como nos triunfos sobre Vitória (2 x 1) e Santos (2 x 1).

“Teria sido um ano ainda melhor se nossa equipe tivesse brigado pela parte de cima da tabela, mas estou feliz porque trabalhei forte para ajudar os meus companheiros. Comecei muito bem o ano. Depois, tive uma lesão e não consegui repetir o rendimento. Mas nunca me escondi e valorizo isso. Na reta final, em um momento decisivo, felizmente consegui ajudar os meus companheiros novamente”, avaliou.

Já pela Seleção Peruana, Cueva participou de um momento histórico: comandou a classificação da equipe na repescagem para a Copa do Mundo, diante da Nova Zelândia. “Foi uma emoção grande conseguir este feito com o meu país. Realizamos o sonho da nossa nação. Foi um marco não só para o futebol peruano, mas para toda a nação”, afirmou o jogador, que terá pela frente a disputa do torneio de 2018, na Rússia.

“Até viajar, minha cabeça estará no São Paulo. Depois, penso na seleção”, finalizou. Esta será a quinta participação do Peru no mundial: disputou as competições de 1930 (no Uruguai), 1970 (no México), 1978 (na Argentina) e 1982 (na Espanha).