São Paulo F.C



'Último teste' aproxima retorno de Wellington

Volante participou de jogo-treino e mostrou que em breve estará à disposição de Ricardo Gomes

DSC_0570.JPG

Por Érico Leonan / saopaulofc.net

Em breve, o técnico Ricardo Gomes contará com mais um reforço para a reta final do Campeonato Brasileiro de 2016. Na reapresentação do elenco na última segunda-feira (19), no Centro de Treinamento da Barra Funda, o volante Wellington passou no último teste antes de poder ficar à disposição do treinador e mostrou que está recuperado após cirurgia para correção de ruptura no ligamento cruzado do joelho direito, realizada em abril.

O meio-campista participou do jogo-treino com o Nacional-SP (6 x 1), ao lado dos atletas que não foram titulares contra o Atlético-PR (0 x 1), e não sentiu qualquer restrição. “Fico até um pouco emocionado, porque não sentia isso há muito tempo. Passei por uma série de dificuldades, e hoje estou 100% novamente. É gratificante”, festejou o defensor, que entrou no duelo amistoso após o intervalo e jogou 45 minutos conforme programação da comissão técnica.

Com a suspensão por doping e a lesão ligamentar no joelho, Wellington não atua desde outubro de 2015, quando defendeu o Internacional na vitória sobre o Joinville por 1 a 0. Desde então, sem desanimar, o atleta encarou as adversidades de frente e agora vive a expectativa de ser liberado para jogar novamente. “Estou muito feliz de poder voltar a fazer o que mais gosto, e quero dar continuidade ao meu trabalho”, acrescentou o jogador, que no jogo-treino teve a oportunidade de sentir de novo o espírito de competição.

“Sou muito competitivo, e disputar este jogo-treino foi importante. Consegui jogar sem qualquer restrição, fiz o meu melhor, mas sei que dá para melhorar ainda mais. E por isso, vou manter o foco no treino para voltar bem. Estou muito motivado. Sei que tem outros jogadores na minha frente por um lugar no time, mas vou batalhar para reconquistar o meu espaço. Quero ajudar o São Paulo, porque o clube me amparou nos momentos mais difíceis”, finalizou.

O volante sofreu a lesão no Centro de Treinamento da Barra Funda, durante uma atividade com os atletas não relacionados para a partida contra o Oeste (2 x 1). De lá para cá, após a cirurgia, trabalhou sempre em período integral no Reffis (manhã e tarde) para se recuperar.

Revelado no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, Wellington disputou 169 jogos em sua primeira passagem pelo clube. Ao lado de Denilson, em 2012, formou uma grande dupla de volantes com o camisa 15 e deu força ao sistema defensivo na conquista da Copa Sul-Americana daquele ano. Mais tarde, foi emprestado ao Internacional (2014 e 2015), e retornou ao Tricolor no início deste ano.