São Paulo F.C



Saiba um pouco mais sobre os substitutos de Maicon

Com estilos e histórias diferentes, Lyanco, Lugano, Lucão e Douglas são as opções para o lugar do capitão

6712.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Sem poder contar com Maicon, que sofreu um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda, o técnico Ricardo Gomes têm à disposição quatro opções com perfis diferentes para formar a dupla de zaga com Rodrigo Caio. Lyanco, Lugano, Douglas e Lucão estão à disposição do treinador e de olho na vaga que poderá render uma sequência entre os titulares até a recuperação do capitão. Cada um ao seu estilo, os zagueiros estão prontos para acirrar a disputa por um lugar na equipe e, consequentemente, elevar o nível do sistema defensivo.

Com passagens pelas equipes de base da Seleção Brasileira e da Sérvia, Lyanco larga na frente, mas tem concorrentes à altura. O camisa 19 foi o escolhido pelo treinador para entrar durante a partida contra o Atlético-PR (0 x 1), após a lesão de Maicon, mas isso não garante a sua escalação nas próximas partidas. “O jogo é muito mais rápido na Arena da Baixada, então o Lyanco ficou para a situação. Tinha uma especificidade do campo”, analisou o comandante.

O jogador, de 19 anos, esteve presente em oito dos últimos nove duelos, e está com ritmo de jogo caso seja o escolhido por Ricardo Gomes já para o compromisso da próxima quinta-feira (22), às 21h30 (de Brasília), quando o Tricolor visitará o Juventude pelo confronto de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Assim como Lyanco, outro jovem defensor lapidado no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, está de olho na oportunidade: Lucão.

Chamado pelo técnico Tite para integrar as atividades da Seleção Brasileia durante os jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, o camisa 4 adquiriu experiência neste período e agora tem a chance de vestir novamente o manto tricolor após pouco mais de três meses. A última partida do zagueiro pelo clube foi diante do Figueirense (0 x 1), em Santa Catarina, no dia 1º de junho. Desde 2013 no elenco profissional, Lucão acumula 79 jogos pelo São Paulo, sendo 11 este ano.

Já Lugano, multicampeão pelo clube e atleta mais experiente do grupo, traz consigo experiência de sobra para dar conta do recado. “Ele não é um terceiro reserva. Eu gosto pela experiência, pela qualidade no posicionamento. Eu gosto bastante dele”, afirma Ricardo Gomes, que tem no camisa 5 uma das lideranças do elenco. Se for o escolhido, o uruguaio poderá completar 200 jogos pelo Tricolor.

Campeão do Campeonato Paulista (2005), da Copa Libertadores da América (2005), Campeonato Mundial de Clubes FIFA (2005) e Campeonato Brasileiro (2006), DIO5 detém 199 partidas pelo São Paulo. Ao todo, somando as duas passagens, foram 105 vitórias, 44 empates, 50 derrotas e 13 gols marcados.

Dos 176 jogos pelo clube em sua primeira passagem, em 53 a defesa integrada por Lugano não sofreu gol algum. No Morumbi, foram 82 partidas, das quais em 31 delas a meta são-paulina não fora vazada. E o desempenho poderia ser ainda melhor, não fosse o período de "ressaca" do elenco tricolor após a conquista da Copa Libertadores de 2005.

Por fim, Douglas fecha a lista com os candidatos que Ricardo Gomes tem à disposição. Contratado recentemente, o marcador se recuperou de lesão, aprimorou a forma física e está integrado normalmente ao grupo. Revelado nas categorias de base do Juventude, o zagueiro seguiu para o América-RN e despertou o interesse do Vasco, que acertou a sua chegada em 2010. No cruzmaltino, formou uma vitoriosa e sólida dupla de zaga com Dedé. Conquistou o título da Copa do Brasil de 2011 e ficou com o segundo lugar no Campeonato Brasileiro do mesmo ano, sob o comando de Ricardo Gomes.

As seguras exibições do marcador despertaram o interesse do Dnipro, da Ucrânia, que o contratou em 2013. No Velho Continente, o zagueiro também manteve a sua regularidade e foi uma das grandes armas da equipe ucraniana, que na temporada 2014/15 chegou até a decisão da Liga Europa, mas acabou com o vice-campeonato – o Sevilla, da Espanha, ergueu o troféu. O defensor foi um dos destaques da competição continental, sendo eleito para a seleção do torneio ao lado de grandes nomes como Gonzalo Higuaín e Raúl Albiol, ambos do Napoli-ITA.