São Paulo F.C



Inspirado em Calleri, Chávez festeja acerto com o Tricolor

Argentino quer repetir trajetória goleadora do ex-companheiro e representar a torcida em campo

13737715_10210018091037705_6322598196162410712_o.jpg

Por Prensa Boca Juniors / Javier García Martino

Novo reforço do técnico Edgardo Bauza para o sistema ofensivo, o atacante Andrés Chávez deverá chegar ao Brasil no final de semana. Antes mesmo de embarcar de Buenos Aires para a capital paulista, porém, o argentino que estava no Boca Juniors-ARG não escondeu a sua motivação para defender o Tricolor e encarar um novo desafio na carreira. Inspirado em Calleri, que foi seu companheiro na equipe xeneizes e brilhou no São Paulo, o ‘Comandante’ – como é conhecido em seu país – quer fazer bonito no time são-paulino.

“Estou muito contente com a oportunidade de jogar no São Paulo, porque é um clube grande do Brasil. Estou motivado com esta nova etapa na minha vida, é um passo importante e vou tratar de fazer o meu melhor no clube para agarrar esta chance. Vou com gana para seguir crescendo na carreira e, assim, ajudar a equipe na busca por títulos. Que seja uma grande passagem, e eu possa representar a torcida em campo”, afirmou o centroavante, de 25 anos, que chega por empréstimo de um ano.

No Boca Juniors, Chávez formou dupla de ataque com Jonathan Calleri nas conquistas da Copa da Argentina e Campeonato Argentino, ambos em 2015. “Conversei com ele. O Calleri passou boas referências e disse que se sentiu muito bem no São Paulo. Ele foi bem recebido no clube, disse que foi lindo jogar no São Paulo e me incentivou ainda mais. Estou contente com isso. Oxalá eu consiga fazer o mesmo que ele fez em pouco tempo: gols. Atacante gosta de marcar gols, e é isso que irei buscar”, revelou o jogador, que completou.

“Dei os parabéns ao Calleri, porque ele teve uma grande passagem no futebol brasileiro. Quero conquistar títulos pelo clube e mostrar o meu futebol”, acrescentou. Canhoto, Chávez tem como principais características o chute potente, a força física e a disposição. Ele começou a carreira no Banfield, onde foi protagonista na campanha do título nacional que rendeu o acesso a primeira divisão, e despertou o interesse de outras equipes.

Pretendido pelos principais clubes de seu país, o atacante acertou com o Boca Juniors em 2014 e defendeu os xeneizes nas duas últimas temporadas. Em 2016, disputou 22 das 32 partidas do time e foi figura constante nos jogos do clube durante a disputa da Libertadores da América deste ano – o Boca avançou até a semifinal, assim como o São Paulo, e Chávez esteve presente em nove duelos. Agora, no Tricolor Chávez enalteceu a oportunidade de trabalhar com o experiente técnico Edgardo Bauza.

“Estou muito contente de ter recebido o respaldo do Bauza, porque é um grande treinador e conhecido pelos seus feitos. Por onde ele passou, conquistou títulos e foi importante. E tenho certeza de que será assim no São Paulo também. Estou feliz pelo interesse dele em contar comigo, porque isso me dá mais gana de ir para o Brasil e corresponder. Oxalá eu possa ajudar a equipe e ganhar muitas coisas no clube”, finalizou.