São Paulo F.C



Alan Kardec se despede do Tricolor

Atacante, contratado em 2014, foi negociado com o Chongqing Lifan, da China

Contratado em 2014, o atacante Alan Kardec encerrou nesta terça-feira (19) a sua passagem pelo Tricolor. O atacante foi negociado com o Chongqing Lifan, da China, e encerrou a sua trajetória no São Paulo após 98 jogos e 25 gols. Antes de embarcar para o continente asiático, o camisa 14 se despediu dos companheiros, dos membros da comissão técnica e dos funcionários no Centro de Treinamento da Barra Funda.

“Foi tudo muito rápido (negociação), bem surpresa mesmo. É uma oportunidade, uma experiência nova. Tive de tomar uma decisão. Vai ser bom para o clube financeiramente e para o meu lado pessoal também. O que fica é a amizade, a saudade e o agradecimento, porque nos momentos difíceis as pessoas me apoiaram, os torcedores também. Estou grato por ter passado esses dois anos aqui. E acima de tudo no momento mais difícil da minha carreira, quando tive a lesão no joelho, os profissionais daqui me trataram com muito carinho, fizeram com que eu recuperasse minha confiança e voltasse a jogar futebol”, afirmou o jogador, que emendou.

“Foram quase 100 jogos aqui. Se colocar na balança, talvez, tenham mais momentos bons do que maus. Cheguei no meio da temporada, em 2014, e terminei o ano como titular, fazendo gols importantes e ajudando a equipe. Em 2015, sofrei a lesão no joelho no começo da temporada e terminei me recuperando no segundo semestre. Começamos 2016 e algumas coisas não deram certo. Sei do meu potencial, da minha capacidade. A parte da conduta, do caráter, serviu de aprendizado. Deixo grandes amigos no São Paulo”, acrescentou.

Os jogadores são-paulinos desejaram sorte ao atacante, que também se despediu do técnico Edgardo Bauza e atendeu à imprensa. “Claro, sempre quis jogar, mas sempre respeitei as decisões do treinador. Tomei uma decisão com a família em um período muito curto. Muitas pessoas pensam só na parte financeira, mas eu penso no que pode ser feito lá, no que eu possa render. Então é uma experiência nova, já morei em Portugal, mas vamos para um mundo novo. Estou animado com a possibilidade”, avaliou Kardec, que completou.

“Sei que as portas do São Paulo estarão sempre abertas, tenho certeza disso. E isso é recíproco. Tenho só a agradecer. Fiz amigos no clube e nunca medi esforços para ajudar o São Paulo, que me acolheu muito bem desde o início. Agora, vou para um novo desafio”, finalizou o centroavante, que foi elogiado por Lugano. “O Kardec é um grande profissional e sempre esteve pronto para nos ajudar. Além de um grande amigo, é um jogador de qualidade e que merece todo o sucesso na sequência de sua carreira. Somos gratos por tudo que ele fez por nós neste período”, disse o uruguaio.

Boa sorte, Kardec!