São Paulo F.C



"Me sinto muito reconhecido aqui, por isso jogo com tanto gosto"

Calleri se rende ao torcedor são-paulino, festeja boa fase e mira título para celebrar sintonia com o clube

a_PAF6402.jpg

Por Fernando Nunes / saopaulofc.net

Contratado no início da temporada, após se destacar pelo Boca Juniors-ARG, o atacante Jonathan Calleri vive grande fase no Tricolor. Artilheiro do clube em 2016, com 13 gols, e da Libertadores da América, com oito, o camisa 12 rapidamente caiu nas graças da torcida são-paulina e deu mais força ao sistema ofensivo. Totalmente adaptado ao país e cada vez mais em casa o São Paulo, o goleado fez questão de agradecer todo o apoio que tem recebido neste período no futebol brasileiro.

Em alta e pré-selecionado para defender a Seleção Argentina nos Jogos Olímpicos deste ano, no Rio de Janeiro, o jogador não abre mão da conquista da Libertadores da América para celebrar sua passagem pelo Tricolor. “Meu sonho é jogar a Olimpíada. Estou perto de estar entre os selecionados, trabalho para isso, quero estar na lista que vai jogar. São grandes jogadores que competem por um lugar. Meu contrato vai até o final da Libertadores, depois vou falar com os dirigentes”, afirmou o atleta, que completou.

“Estou muito feliz no São Paulo. Quero agradecer os companheiros, os dirigentes e a comissão técnica por essa semana. Por sorte, os meus amigos da Argentina sempre vêm para cá, me sinto muito bem, em nenhum outro clube me tratariam igual. Quero sair daqui com título para ser lindo. No Boca, a torcida gosta de mim, mas aqui me querem muito mais. Me sinto muito bem no São Paulo. Hoje a equipe se encontra em um bom momento. Vamos focar na Libertadores. Oxalá que o time chegue até a final”, vislumbrou.

Durante a coletiva de imprensa desta sexta-feira (17), no Centro de Treinamento da Barra Funda, Calleri também falou sobre o seu momento na equipe são-paulina. Autor do gol que abriu o placar diante do Vitória (2 x 0) na última quarta-feira (15), o centroavante quebrou um jejum de quatro jogos sem balançar as redes e atingiu a marca de 0,5 gol por partida: anotou 13 tentos em 26 duelos pelo São Paulo até aqui.

“Até o Messi já ficou quatro jogos sem marcar (risos). Estava tranquilo. Fiquei um tempo fora, mas isso não me incomodou. É sempre importante fazer gols para os atacantes. Estou feliz pelos os quatro meses aqui no Brasil. Achei que ia demorar um pouco mais, mas a adaptação foi importante para mim e para os meus companheiros. Trato de fazer o melhor possível em campo. Me sinto muito reconhecido aqui, por isso jogo com tanto gosto. Quero que os meus companheiros vejam o meu esforço, quero contagiar a todos, motivar os meus companheiros. Você pode ver isso em campo”, acrescentou.

Por fim, o atacante revelou a sua impressão sobre o futebol no país e projetou o duelo com o Flamengo no próximo final de semana, em Brasília. “Todos os torneios são diferentes. No Brasileiro temos grandes jogadores, que até foram para Copa América. É lindo para competição. A partida do próximo domingo vai ser linda contra o Flamengo. Obviamente que precisa de um pouco mais de motivação do que a Libertadores, que é o nosso principal objetivo”, finalizou o artilheiro são-paulino.