São Paulo F.C



Bauza avalia revés: "O futebol não foi bom"

Treinador cita cansaço da equipe e elogia Audax, que soube envolver o Tricolor e avançar no Paulista

2010.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

“Claramente, a equipe mostrou desgaste no segundo tempo. E se desorganizou. O futebol não foi bom. O primeiro tempo foi bom. Poderíamos ter terminado na frente. Mas no segundo tempo caímos. Porém, no geral, o São Paulo tem sido uma equipe compacta na temporada”. A análise do técnico Edgardo Bauza durante a coletiva de imprensa deste domingo (17), em Osasco, resume como foi o duelo entre Tricolor e Audax (4 x 1) pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

Diante de uma das sensações do estadual, o time são-paulino criou boas oportunidades para tentar evitar o revés, mas não conseguiu aproveitar as chances, sentiu o cansaço na segunda etapa e se despediu da competição regional. “O time do Audax é qualificado. Viemos com a intenção de fazer uma boa partida, mas não pudemos presentear a torcida com isso. Agora é pensar em se classificar na Libertadores”, acrescentou.

Agora, os comandados de Patón terão pela frente o decisivo duelo com o The Strongest-BOL na próxima quinta-feira (21), em La Paz, pela rodada de encerramento do Grupo 1 da Libertadores da América. Na vice-liderança da chave, a equipe tricolor ganhou o direito de atuar pelo empate para avançar até as oitavas de final da competição internacional.

“O jogo será difícil, mas temos quatro dias para nos recuperarmos fisicamente. Vamos tentar fazer um bom jogo. Dirigir o São Paulo me dá responsabilidades, e por isso vamos trabalhar para seguir na competição. Nossa equipe demonstrou uma evolução nos últimos jogos, mas a maratona de partidas nos atrapalhou. Mesmo assim, vamos lutar para garantir a vaga em La Paz”, finalizou o experiente treinador argentino.

Para atuar neste final de semana, Bauza não pôde contar com João Schmidt (entorse no joelho), Lucas Fernandes (suspenso), Rogério (estiramento na coxa esquerda), Breno (tendinite no joelho direito e trocado na lista de inscritos) e Daniel (trauma no joelho direito e descartado na lista de inscritos). Dessa forma, o treinador escalou o time com Denis; Bruno, Lugano, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes e Paulo Henrique Ganso; Michel Bastos, Kelvin e Calleri. Na segunda etapa, Alan Kardec, Centurión e Wesley entraram no jogo e tentaram fortalecer o time, mas os anfitriões conseguiram conter as investidas tricolores.