São Paulo F.C



Assistência para celebrar o centésimo jogo

Michel Bastos, mais uma vez, foi decisivo e deixou o Morumbi ovacionado pela torcida no duelo com o River Plate

9341.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Um dos atletas mais decisivos do elenco Tricolor, o versátil Michel Bastos deixou mais uma vez a sua marca. Desta vez, porém, de uma forma especial: diante do River Plate-ARG (2 x 1) na noite da última quarta-feira (13), o camisa 7 completou o seu centésimo jogo pelo clube e pôde celebrar a marca com a assistência para o segundo gol do argentino Jonathan Calleri na partida. Agora, em 100 duelos pelo São Paulo, o meia-atacante detém 19 gols e 20 assistências.

“Valeu pela assistência e por poder ajudar. Estou muito feliz pela equipe ter vencido um jogo importante, porque a gente precisava da vitória. Agora, com o resultado do outro jogo (derrota do The Strongest para o Trujillanos) e a nossa vitória, dependemos apenas de nós para avançar para as oitavas de final. A torcida está de parabéns, porque lotou o Morumbi e nos apoiou do começo ao fim. Jogamos contra uma grande equipe, atual campeã e com grandes jogadores. A nossa equipe tem encontrado uma forma de jogar, e temos colocado em prática tudo aquilo que o Bauza pede”, afirmou o armador, que acrescentou.

“Ele é um grande treinador e tenho certeza de que dará muitas alegrias ao São Paulo. O time, assim como o nosso torcedor, está de parabéns. Mostramos a nossa cara e fizemos como o Patón queria. Conseguimos ganhar com um bom futebol, e agora vamos com tudo para as próximas decisões”, completou Michel Bastos, que após um momento turbulento reencontrou a boa fase e fortaleceu o Tricolor neste momento decisivo do Campeonato Paulista e da Libertadores da América.

No embate com os argentinos, o camisa 7 cobrou falta com precisão e colocou a bola na cabeça de Calleri, que só teve o trabalho de testar para o fundo das redes. Na segunda etapa, o jogador foi substituído e deixou o gramado bastante aplaudido pela torcida, que reconheceu a entrega de armador e fez questão de ovacioná-lo. A atitude das arquibancadas motivou o meia-atacante, que quer retribuir o carinho com novas atuações decisivas e goleadores.

“Fico feliz pelo fato de voltar a sentir isso, porque sempre sai do Morumbi na maioria das vezes com este carinho da torcida. Vou dar o meu máximo para que o torcedor possa me aplaudir mais vezes. Eles me apoiam e cobram, porque sabem aquilo que posso render para o São Paulo. Só posso agradecer por este carinho deles e dizer que farei de tudo para que sempre possam contar comigo para o que der e vier”, finalizou.