São Paulo F.C



Empate fora que não satisfaz: "Queríamos mais"

Jogadores são-paulinos deixam Estádio Anísio Haddad frustrados mesmo com o ponto somado longe de casa

5781.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

O gol marcado pelo atacante Kelvin já aos 47 minutos do segundo tempo, já nos instantes finais da partida, poderia ter dado aos jogadores são-paulinos a sensação do dever cumprido pelo empate fora de casa com o Linense por 1 a 1 na noite desta quarta-feira (30), no Estádio Anísio Haddad. No entanto, os comandados do técnico Edgardo Bauza queriam mais e não esconderam a frustração assim que a bola parou de rolar na cidade de São José do Rio Preto.

Mais tempo no campo de ataque e em busca de vitórias para confirmar a reação na temporada, o Tricolor acuou o adversário e se esforçou para tentar conquistar os três pontos. “Não é desculpa, mas jogamos em uma grama diferente do que estamos acostumados. Queríamos mais. Precisamos melhorar para a sequência. O importante foi não perder. Agora, são cinco jogos sem perder”, afirmou o Maestro Paulo Henrique Ganso, que completou.

“Enfrentamos mais um time que jogou fechado, com 11 atrás da bola, assim como foi contra o Botafogo-SP (1 x 0). O bom foi empatar no final. Além do gol, tivemos uma chance com o Calleri no primeiro tempo, mas a bola pingou um pouco antes da finalização, e outra com o Kardec na segunda etapa. Claro que não saímos de campo satisfeitos com o resultado, e por isso vamos tentar corrigir algumas coisas para tentar melhorar na temporada”, opinou o camisa 10 são-paulino, que teve a opinião compartilhada pelo centroavante Alan Kardec.

“Nada pode ser melhor do que uma vitória, por isso deixamos o jogo hoje com uma sensação diferente apesar de marcar o gol já nos acréscimos. Neste momento, em que precisamos reagir, só vitórias trarão tranquilidade. Mas, obviamente, o empate foi melhor do que perder. Não vamos comemorar, porque queremos evoluir e buscar os três pontos nos próximos jogos”, acrescentou o atacante, que entrou no decorrer da partida - no lugar do argentino Calleri.

Com o resultado na cidade que abraçou o São Paulo e colocou um ótimo público nas arquibancadas, o time são-paulino perdeu a liderança do Grupo C – superado pelo Audax-SP (21) -, mas se mantém na disputa por uma vaga na próxima fase, com 19 pontos no segundo lugar. No próximo final de semana, com a missão de tentar reagir na temporada e retomar o caminho das vitórias, o Tricolor contará com um reforço de peso: o Estádio Cícero Pompeu de Toledo. Após uma ampla reforma no gramado – a maior dos últimos 20 anos -, o Morumbi receberá novamente o Tricolor. No sábado (2), o São Paulo enfrentará o Oeste pela 14ª rodada.