São Paulo F.C



Calleri conquista a confiança dos companheiros e recebe elogios

Atacante argentino estreou com gol e rapidamente mostrou que já está adaptado ao novo clube

7809.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Estreante da última quarta-feira (3), no empate com o César Vallejo-PER (1 x 1) pelo duelo de ida da primeira fase da Libertadores da América 2016, o argentino Jonathan Calleri rapidamente conquistou a confiança do elenco são-paulino e mostrou que pode ser importante na briga por títulos na temporada. Habilidoso e com a pontaria afiada, o atacante iniciou a sua trajetória no Tricolor em grande estilo e recebeu elogios dos novos companheiros.

"Ele mostrou categoria para marcar o gol e nos ajudar, porque o empate com gol nos trouxe uma vantagem", afirmou o versátil Thiago Mendes, que teve a opinião compartilhada pelo jovem Rodrigo Caio. "Ele entrou bem no jogo, fez o gol e mostrou que pode nos ajudar bastante. Espero que o Calleri mantenha este ritmo, porque com certeza será importante para o nosso time. Ele se movimenta bastante e irá nos ajudar", opinou.

No confronto disputado no Estádio Mansiche, em Trujillo, o técnico Edgardo Bauza desejava manter a pressão e dar sangue novo ao time são-paulino no segundo tempo, e então promoveu a entrada do estreante Calleri, que herdou o lugar de Alan Kardec, e não desapontou. Com poucos minutos em campo - entrou aos 12 -, o reforço tricolor balançou as redes com estilo para garantir o importante resultado fora de casa.

"É um bom jogador e vai nos ajudar bastante. Acreditamos no potencial dele. Ele já mostrou que tem qualidade no Boca Juniors, que também é um clube grande. Ele fará a diferença para o São Paulo e vamos tentar ajudá-lo ao máximo", afirmou o volante Hudson.

Até mesmo o centroavante Alan Kardec, que disputará com o argentino por uma vaga entre os titulares, enalteceu a chegada do camisa 12. De acordo com o atacante, a presença de Calleri irá acirrar a briga por um lugar na equipe e, assim, elevar o nível dos atletas. "O time não tem só o Calleri, mas também o Kieza. A concorrência é normal e natural. Temos jogadores de qualidade e é preciso existir a briga para ser o camisa 9 da equipe. O Calleri é um jogador de qualidade e merece o respeito de todos na equipe", finalizou.