São Paulo F.C



"Desde agora agradecemos ao torcedor que irá ao Morumbi"

Cueva enalteceu a torcida tricolor, que comparecerá em grande número para o clássico contra o Corinthians

9700.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Com mais de 45 mil ingressos vendidos de forma antecipada, o Morumbi receberá um grande público para o clássico contra o Corinthians no próximo final de semana em duelo que será disputado pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. E antes mesmo de a bola rolar, o peruano Cueva fez questão de enaltecer a torcida são-paulina, que detém marcas e recordes expressivos na temporada.

“O torcedor, o verdadeiro torcedor do clube, deve estar nos momentos bons e ruins. O que estão demonstrando nessa hora, os são-paulinos, é que estão conosco no momento em que mais precisamos. Ter o Morumbi lotado é bom, sem dúvida. Mais importante é que a torcida esteja conosco, com estádio cheio. Vamos para ganhar. Além de clássico, é um jogo em que temos de somar três pontos. Desde agora deixamos agradecimento ao torcedor são-paulino que vai ao estádio”, afirmou o meia-atacante.

Dono de dois dos três maiores públicos do futebol brasileiro em 2016, nos jogos contra Atlético Nacional (61.766 pagantes) e Atlético-MG (61.297 pagantes), ambos pela Libertadores da América, o Tricolor detém também o recorde de público pagante deste Brasileiro: 54.966 contra a Chapecoense – o recordista da temporada é Fortaleza e Juventude: 63.903 pagantes.

Com 42 pontos em 33 rodadas, o time são-paulino está na 12ª colocação e tenta se distanciar dos últimos lugares para ter um final de temporada mais tranquilo. Pela frente, o São Paulo terá um rival que está na sétima colocação, com 50 pontos. “No futebol tem três resultados: vitória, empate ou derrota. O que posso dizer é que nunca entramos para perder, mas seguimos trabalhando para melhorar. A nossa campanha não foi o que esperávamos, mas temos de seguir jogando da mesma maneira”, opinou o camisa 13, que emendou.

“Temos a oportunidade de entrar em algum torneio internacional. Apesar da irregularidade, o importante é fazer tudo pela instituição. A realidade é que não estamos em uma situação adequada... temos olhar para cima e para baixo. Ainda faltam partidas, e não sabemos o que vai acontecer. Vamos jogar para ganhar. Seja clássico ou não, tem de jogar para vencer. Tem a parte debaixo e de cima da tabela. Além de clássico, é um jogo importante”, finalizou.