São Paulo F.C



Pronto para o primeiro chamado de Osorio

Enfim, após disputar o Mundial Sub-20, Boschilia poderá estrear sob o comando do colombiano

DSC_0685.JPG

Por Érico Leonan / saopaulofc.net

Vice-campeão mundial Sub-20 com a Seleção Brasileira, na Nova Zelândia, e recuperado de uma forte gripe, o meio-campista Boschilia está pronto para finalmente poder estrear sob o comando do técnico Juan Carlos Osorio. Participando normalmente de todas as atividades realizadas no Centro de Treinamento da Barra Funda, o camisa 8 vive a expectativa de encarar o Vasco nesta quarta-feira (8) e vestir novamente o manto tricolor.

Com a missão de defender o país na maior competição de base e, depois, entregue aos cuidados do Departamento Médico para se recuperar da gripe, o armador não atua pelo São Paulo há nove jogos. Sua última partida foi contra o Flamengo (2 x 1), no Morumbi, no dia 10 de maio, pela rodada de abertura do Campeonato Brasileiro - quando o colombiano foi contratado, no final de maio, Boschilia já estava com a Seleção.

Por isso, motivação não falta ao jovem jogador revelado no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia."A saudade de poder vestir esta camisa novamente é grande. Quero ajudar nos jogos, quem sabe com gols e assistências, para mostrar o meu futebol ao novo treinador", afirmou Boschilia, que não esconde a ansiedade de poder atuar sob o comando do colombiano. 

"Nos treinos já deu para perceber que ele é um técnico muito inteligente e gosta de explicar as jogadas aos atletas. E acredito que isso é importante, porque aprimora o entrosamento da equipe", avaliou o meia, que completou.

"Vivo esta expectativa de poder jogar novamente pelo São Paulo desde o término do Mundial, porque isso é o que mais quero. Fiquei um pouco debilitado com a febre, mas me recuperei bem nos últimos dias. Pude descansar um pouco para recuperar as energias e, agora, estou à disposição", acrescentou o camisa 8, que apesar da pouca idade retornou mais experiente após defender a Seleção Brasileira Sub-20.

De acordo com o atleta, a oportunidade de disputar a maior competição de base do mundo trouxe ainda mais bagagem. "Competições como essa agregam muitos valores e experiências aos jogadores. E comigo não foi diferente, porque aproveitei cada momento para acrescentar mais aprendizado na minha carreira. Por isso estou pronto e motivado para ajudar o Tricolor", finalizou Boschilia.