São Paulo F.C



Carinho da torcida emociona Osorio: "Obrigado pelo apoio"

Treinador colombiano ganhou rapidamente a confiança do torcedor, e espera retribuir com vitórias

9472.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Juan Carlos Osorio assumiu o comando do time no início de junho, mas, apesar do pouco tempo no clube, rapidamente conquistou a confiança da torcida. O carinho demonstrado pelos torcedores durante os jogos e nas redes sociais emocionou o colombiano, que espera retribuir o incentivo das arquibancadas com vitórias. Durante a coletiva de imprensa desta sexta-feira (31), no Centro de Treinamento da Barra Funda, o comandante fez questão de agradecer o apoio que tem recebido diariamente.

"É muito importante para mim e meus auxiliares que o time siga trabalhando para melhorar. Aproveito a oportunidade para agradecer e dizer obrigado por tudo aos torcedores pelo apoio. Vou dar 100% para que cada vez mais o time esteja melhor preparado para competir e vencer o próximo jogo", afirmou Osorio, que já está adaptado ao Brasil, porém, tem agora motivação extra para seguir trabalhando.

No início da semana, sua esposa Juliet e seus filhos Juan Sebastian (12 anos) e Sergio (15 anos) chegaram ao Brasil para morarem no país a partir de agora. "Eles gostam muito do Brasil. Antes de vir, estudaram na internet a cidade e o clube. Estamos muito felizes, porque estamos juntos de novo após alguns meses", festejou o treinador, que vê a equipe mais forte após as atividades desta manhã, na reapresentação.

"Hoje, com Bruno, Wesley, Luiz Eduardo, Wilder, vejo nosso time mais forte. Teremos melhores possibilidades de fazer mudanças nos jogos e vencer. O título é difícil falar com tantos jogos à frente, mas sempre vamos competir para ganhar. Temos um elenco jovem: Lucão, Rodrigo Caio, que precisam de mais jogos para ter experiência e ter uma defesa mais sólida", avaliou.

E para fortalecer o Tricolor antes do clássico contra o Corinthians, que será disputado no dia 9, no Morumbi, Osorio já definiu a programação dos próximos dias com a comissão técnica. "Em nível profissional, o mais importante é a parte psicológica. Vamos dar dois, quase três dias para os jogadores ficarem com seus familiares. E depois começaremos novamente segunda à tarde. Trabalharemos em todos aspectos, mas fundamental é trabalhar a transição de defesa ao ataque", finalizou.