São Paulo F.C



Nos passos de Lucas, João Paulo vibra com estreia

Com o mesmo número já utilizado pelo meia-atacante, jovem centroavante festeja oportunidade entre os ídolos

082.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

No dia 8 de agosto de 2010, sob o comando interino de Milton Cruz,Lucas estreou pelo profissional no empate com o Atlético-PR (1 x 1) e deu o primeiro passo para escrever o seu nome no Tricolor, que mais tarde contaria com o título da Sul-Americana de 2012. E na noite do último sábado (23), com o mesmo treinador no banco de reservas e utilizando o mesmo número do jogador que hoje defende o Paris Saint-Germain, da França, João Paulo fez a sua estreia pelo profissional.

Na segunda etapa durante a vitória sobre o Joinville (3 x 0), no Morumbi, o atacante revelado no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, atuou pela primeira vez pelo profissional. "Na outra vez lancei o Lucas contra o Atlético-PR, com a camisa 37. O João Paulo tem potencial, como o Lucas tinha, muita força e boa finalização. Ele tem um potencial muito grande, força, velocidade, jogador de área que também joga pelo lado como optei quando ele entrou. Mas o forte dele é dentro da área. ", avaliou Milton, que completou.

"Então como lancei o Lucas contra o Atlético-PR com a 37, dei o numero pra ele e falei que ele vai fazer uma história boa", revelou o comandante. E quando a bola parou de rolar na capital paulista, o jovem atacante festejou a chance de poder estrear. Treinando no profissional desde o início da semana, João Paulo conquistou a confiança do treinador e vestiu pela primeira vez a camisa tricolor.

"Foi uma emoção maravilhosa, treinar e poder jogar com Pato e Michel Bastos. É um sonho realizado, mas estou trabalhando no dia a dia para poder ajudar mais. Comecei minha semana muito bem e já pude fazer um belo jogo, porque todos me acolheram bem e isso facilitou bastante. Imaginar que seria assim era difícil, mas tinha esse sonho desde pequeno. Sempre sonhei em jogar ao lado de Pato, Luis Fabiano, Rogério Ceni, Michel Bastos. Está sendo um sonho espetacular", comemorou.

Monitorado pelo Tricolor desde os nove anos de idade, o jovem goleador ingressou no CFA aos 15 anos de idade. Desde então, passou por todas as categorias de base até ganhar a chance de disputar a Copinha no início da temporada. Com grandes exibições e belos gols, como o olímpico que marcou na goleada sobre o Atlético-MG (4 x 0), João Paulo mostrou que poderia ganhar a chance de ser promovido ao time principal.

Artilheiro tricolor na Copa São Paulo de Futebol Júnior deste ano, com sete gols, João Paulo não escondeu a sua alegria de poder atuar diante da torcida são-paulina. "Foi uma alegria imensa, que certamente ficará marcada na minha vida, porque foi maravilhosa. Passou um filme na minha cabeça quando o Milton me chamou, porque batalho por isso desde pequeno, mas encarei com seriedade. Agarrei a chance e entrei determinado para ajudar os meus companheiros e tentar alegrar esta torcida maravilhosa, que sempre me incentivou", finalizou.