São Paulo F.C



Muricy lamenta quebra de sequência arrasadora do ataque

Antes do empate sem gols com o Rio Claro, Tricolor acumulava nove gols nos últimos dois jogos do Paulistão

6597.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

O empate sem gols entre São Paulo e Rio Claro na tarde deste domingo (1º de março), no Estádio Dr. Augusto Schmidt Filho, quebrou uma sequência arrasadora do sistema ofensivo do Tricolor nos últimos jogos no Campeonato Paulista de 2015. Antes de a bola rolar no interior, o time são-paulino acumulava nove gols marcados nas duas últimas rodadas: goleadas sobre Bragantino (5 x 0) e Audax (4 x 0).

Durante a coletiva de imprensa, logo após o apito final, o técnico Muricy Ramalho lamentou o fato de o time são-paulino não ter conseguido dar sequência ao excelente momento goleador, que durante a semana ainda contou com a goleada sobre o Danubio, do Uruguai, pela Copa Bridgestone Libertadores.

"Nossa equipe marcou muitos gols nos últimos jogos, tem o melhor aproveitamento da competição e por isso estranhamos este zero a zero. Mexemos demais no time, até para preservar alguns jogadores do desgaste, então a equipe sentiu a falta de entrosamento.

Para atuar neste final de semana, o São Paulo não contou com Rafael Toloi, Denilson, Paulo Henrique Ganso e Luis Fabiano, poupados pela comissão técnica, além de Denis, Dória, Rodrigo Caio, Carlinhos, Breno e Daniel vetados. Dessa forma, a equipe começou o jogo com Rogério Ceni; Auro, Lucão, Edson Silva e Reinaldo; Souza, Thiago Mendes, Michel Bastos e Centurión; Alexandre Pato e Alan Kardec.

Com 18 gols marcados em sete jogos, o Tricolor detém disparado o melhor ataque do Estadual até aqui. Ponte Preta, Corinthians e Santos, todos com 12 cada, aparecem na sequência. Vale lembrar que com seis gols anotados, o atacante Alexandre Pato é o artilheiro do torneio regional.