São Paulo F.C



Um abraço de gerações...

Neste final de semana, na rodada de encerramento do Brasileiro, Rogério Ceni e Denis editaram a parceria pela última vez

Goleiro que mais substituiu o M1TO na história, em 95 jogos, Denis teve mais uma vez a missão de ocupar a vaga do capitão são-paulino. Neste final de semana diante do Goiás (1 x 0), no Estádio Serra Dourada, o camisa 12 representou Rogério Ceni e defendeu o gol são-paulino. Com atuação segura, o arqueiro deu conta do recado e recebeu um emocionante e longo abraço do camisa 01 assim que a bola parou de rolar no confronto de encerramento do Campeonato Brasileiro de 2015, que garantiu ao Tricolor a vaga na Libertadores da América de 2016.

Ao lado de Renan Ribeiro, Denis tem agora a tarefa de dar sequência à dinastia de grandes nomes que já atuaram na posição pelo São Paulo, como Zetti e Waldir Peres. Por isso, as palavras ditas por Rogério deram ainda mais motivação ao substituto, que não escondeu o seu orgulho. E para dar sequência ao trabalho na próxima temporada, o camisa 12 promete se entregar na competição continental com a mesma paixão de um dos maiores ídolos da torcida são-paulina.

"Quero poder retribuir, dentro de campo, toda essa vontade de vencer pelo São Paulo que ele tinha. Disputar a Libertadores é uma paixão do Rogério, e farei de tudo para dar conta do recado. Acredito que 2016 tem tudo para ser diferente para a nossa equipe", afirmou o goleiro, que em 2015 teve que se recuperar de cirurgia no ombro antes de poder terminar a temporada embaixo das traves.

"Foram oito meses sem jogar. E foi uma grande pressão nestes últimos jogos. Então, passou um filme na minha cabeça quando o jogo acabou contra o Goiás (1 x 0). A equipe lutou e está de parabéns pela dedicação. Agora, vamos descansar e encarar 2016 com outra postura. O Rogério me passou tranquilidade neste período em que pude trabalhar com ele, aprendi muito com ele. Desde a minha chegada, o Rogério me ensinou muitas coisas e, por isso, amadureci bastante. Fico feliz com abraço deles, e vou com tudo ao lado dos meus companheiros na Libertadores", finalizou.