São Paulo F.C



A satisfação do eterno capitão: "Foi difícil, mas conseguimos"

Rogério Ceni, que fez questão de apoiar os companheiros em Goiânia, valorizou a entrega do grupo pela Libertadores

5805.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Se recuperando de uma ruptura do ligamento tíbio-fibular do pé direito, o goleiro Rogério Ceni não teve condições de jogo para encarar o Goiás (1 x 0) neste domingo (6). No entanto, ao lado de Luis Fabiano, Rodrigo Caio, Breno e Luiz Eduardo - também não estavam à disposição -, o capitão fez questão de acompanhar a partida de perto no Serra Dourada e incentivou os companheiros, que derrotaram os anfitriões e garantiram o clube na Libertadores da América de 2016.

Quando os jogadores se abraçavam no gramado após o apito final e festejavam a classificação, o M1TO surgiu no campo e também comemorou a vaga no G-4 do Campeonato Brasileiro. "A meta era garantir uma vaga na Libertadores, e eles fizeram isso. Me sinto bem pelo que eles fizeram em campo, porque o torcedor reconhece isso por mais que algumas coisas não tenham saído como o desejado durante a temporada. Foi difícil, mas conseguimos", avaliou o camisa 01.

O confronto deste final de semana foi marcado pelo equilíbrio entre paulistas e goianos, mas o gol do atacante Rogério, já nos acréscimos, mostrou o espírito do São Paulo na temporada: lutar até o fim! Com o resultado fora de casa, que rebaixou os goianos, a equipe são-paulina ficou com o quarto lugar no torneio nacional - com 62 pontos em 38 jogos - e levou a melhor sobre o Internacional (60), que na última rodada também brigava por um lugar entre os líderes.

"Ganso, Michel Bastos, Denis, enfim, todos deram a vida nesse jogo para garantir a classificação. Agora acredito que o time terá uma reestruturação, mas o importante foi garantir que o São Paulo possa brigar mais uma vez pelo título da Libertadores. E é isso que vale. Conseguimos a vaga, e mesmo fora de campo estarei na torcida pelo grupo", finalizou o maior goleiro artilheiro do futebol mundial, que no próximo dia 11, no Morumbi, reunirá os campeões mundiais de 92, 93 e 05 para celebrar os seus 25 anos de carreira.