São Paulo F.C



A temporada que rendeu mais um 'paredão tricolor': Renan Ribeiro

Em 2015, goleiro estreou pelo São Paulo, deu conta do recado e mostrou que o clube está bem servido na posição

9618.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Renan Ribeiro foi contratado em 2013, mas foi na temporada 2015 que o goleiro pôde estrear no Tricolor e iniciar a sua trajetória no clube. Com as lesões de Rogério Ceni e Denis, o camisa 28 recebeu a sua primeira oportunidade no clube e não desapontou. Assim como os companheiros de posição, o arqueiro deu conta do recado e agarrou a oportunidade para comprovar o que a torcida são-paulina tem orgulho em dizer: o São Paulo está bem servido no gol! Ao longo da temporada, Renan atuou em 11 jogos e logo conquistou a confiança dos torcedores.

Com reflexo, técnica e sem medo de fechar o gol, o atleta conseguiu se destacar e acirrou ainda mais a disputa por um lugar entre os titulares. A estreia do camisa 28 foi no dia 8 de abril, no Morumbi, na vitória sobre a Portuguesa por 3 a 0 pelo Campeonato Paulista. Seguro, o goleiro conteve as investidas do time adversário e deixou o Estádio Cícero Pompeu de Toledo com a sensação do dever cumprido. De lá para cá, após praticamente dois anos de aprendizado com o M1TO, Renan pôde ter uma sequência para mostrar o seu potencial.

"Dentro do que poderia ser, acredito que foi um ano bom. Pude estrear pelo São Paulo e aprendi bastante em 2015. Vejo que o futebol nos surpreende a cada dia e nos proporciona muitas coisas. E fico feliz, porque pude fechar bem a temporada", avaliou o jogador são-paulino, que foi revelado pelo Atlético-MG e que foi o 90º goleiro a defender o Tricolor na história, em uma 'galeria' que conta com gigantes da posição como Waldir Peres, Jose Poy e Zetti, além do M1TO.

Curiosamente, o adversário de estreia de Renan foi o mesmo que Denis encarou quando substituiu o camisa 01 pela primeira vez: a Lusa. O camisa 12 chegou ao Tricolor em 2009 e, logo na primeira vez que foi relacionado, diante da Portuguesa, teve de substituir o capitão Rogério Ceni durante o jogo e começou ali sua trajetória com uma vitória por 2 a 0, no Canindé.

Renan Ribeiro, aliás, foi o 11º atleta a ocupar o lugar do M1TO - desde 1997, quando virou titular. Apesar de Roger ser o jogador que mais vezes herdou a vaga do capitão durante os jogos, Denis foi o companheiro que mais vezes teve a missão de começar um confronto no lugar do camisa 01. O camisa 12 já atuou em 95 jogos, seguido por Roger (48) e Bosco (42). E após integrar a seleta lista e deixar boa impressão, o camisa 28 está focado na próxima temporada.

A partir de 2016, Renan Ribeiro e Denis terão a missão de substituir o eterno capitão são-paulino. "Espero que o próximo ano a gente conquiste títulos e tenha mais sorte. Quero fazer parte disso e vou lutar para conseguir escrever a minha história no São Paulo. A temporada 2015 foi boa, mas tenho certeza de que 2016 será de muitas conquistas para o clube", finalizou Renan.