São Paulo F.C



Prestes a completar 100 jogos, Pato avalia 2015: "Individualmente, especial"

Artilheiro do clube na temporada, com 26 gols, atacante vibra com melhor ano de sua carreira até aqui

6447.jpg

Por Rubens Chiri/saopaulofc.net

Artilheiro do Tricolor no ano, com 26 gols, Alexandre Pato vive a sua melhor fase na carreira. Goleador do time no Campeonato Brasileiro, com dez gols, e um dos pilares da equipe na disputa por uma vaga na Libertadores da América de 2016, o camisa 11 completará 100 jogos pelo São Paulo nesta quinta-feira (19), às 22h (de Brasília), no Morumbi, quando enfrentará o Atlético-MG. E com a mesma motivação de toda a temporada, o jogador quer fazer bonito mais uma vez para celebrar a marca e ajudar a equipe na briga pelo G-4.

"Gostaria de ser campeão. Infelizmente, lutamos, mas não conseguimos. O meu campeonato, agora, é classificar para a Libertadores. Faltam três jogos para mim (por questões contratuais, não poderá enfrentar o Corinthians, no final de semana) e quatro para o grupo. Quero chegar aqui no último dia sabendo que classificamos para a Libertadores", afirmou o atleta, que completou.

"O meu objetivo é o São Paulo e a minha torcida, que hoje é do São Paulo. Se for importante fazer gol para classificar o time para a Libertadores, farei um ou até dois. Trabalho para o São Paulo. Por tudo o que passamos, merecemos muito o carinho da torcida. Sempre jogamos com objetivo de levar alegria para a torcida. Eles têm de apoiar o time, porque o ano que o São Paulo passou não foi bom para torcida e jogadores", opinou.

Contratado no início de 2014, Pato detém 51 vitórias, 17 empates e 31 derrotas, em 99 partidas. Neste período, o jogador anotou 38 tentos, sendo 25 este ano ao registrar a sua temporada mais efetiva, superando 2008/09, quando defendia o Milan-ITA e balançou as redes 18 vezes.

"Individualmente, foi um ano muito especial. Dos 67 jogos do São Paulo, joguei 59. Não pude atuar alguns por questão contratuais (acordo com Corinthians). Infelizmente vamos fechar o ano sem título, mas brigaremos pela vaga na Libertadores. O grupo sentiu muito tudo o que aconteceu no São Paulo. Nós precisamos de carinho da torcida e merecemos parabéns, porque foi um ano turbulento. Para esconder tudo aquilo, precisamos de uma classificação para a Libertadores", acrescentou Pato, que emendou.

"Consegui estabilizar meu corpo e encontrar equilíbrio físico após a minha chegada ao Brasil. Depois, chegou a proposta do São Paulo, dei sequência ao trabalho e pude jogar. Me sinto muito bem no São Paulo. Consegui jogar e dar sequência ao trabalho de dois anos atrás. Para fechar tudo isso com chave de ouro, preciso da vaga na Libertadores", finalizou.