São Paulo F.C



Alvaro deixa o São Paulo e segue para Argentina

Lateral expôs assuntos pessoais para pedir liberação. São Paulo recebe indenização pela saída

Na tarde desta quinta-feira (22), antes de a delegação embarcar para Manaus, o lateral-esquerdo Alvaro Pereira acertou a sua saída do São Paulo. Apesar de comissão técnica e clube insistirem em contar com o atleta, o uruguaio expôs uma questão pessoal importante a ser resolvida e, assim, seguirá para a Argentina, onde defenderá o Estudiantes.

"O motivo pela minha saída é extrafutebol e pessoal. Serei eternamente agradecido aos dirigentes por entenderem a minha necessidade", declarou Alvaro. O gerente Executivo de Futebol do São Paulo, Gustavo Vieira de Oliveira, lamentou a saída do jogador que pertence ao Inter de Milão, da Itália, e estava emprestado ao clube brasileiro.

"Infelizmente perdemos um grande atleta, que tanto representa para o nosso grupo. Ele estava em nosso planejamento para 2015 e não mediríamos esforços para mantê-lo. Mas, ele me chamou e expos motivos estritamente pessoais para solicitar sua saída. O futebol é feito por pessoas, suas felicidades e angústias, que devem estar acima de qualquer outro interesse. É assim que pensamos. Embora a ausência do Alvaro não tenha preço, o São Paulo receberá uma indenização financeira", afirmou.

Com passagens por Inter de Milão-ITA e Porto-POR, o 'gringo' - como ficou conhecido pelos companheiros -, chegou ao São Paulo e conquistou a confiança do técnico Muricy Ramalho, que viu o jogador tomar conta da posição e dar cara nova ao setor. Sempre voluntarioso e demonstrando a tradicional raça uruguaia, o lateral se firmou no time e, assim, ganhou o direito de poder disputar a Copa do Mundo de 2014.

"Gostaria de agradecer a família são-paulina, porque tive um ano maravilhoso aqui. Hoje, posso dizer que sou torcedor do São Paulo. Quem sabe, no futuro, eu possa vestir esta camisa novamente. Deixo o clube, mas sigo na torcida pela equipe, que terá grandes desafios na temporada 2015. Sentirei saudades de tudo que vivi no São Paulo", finalizou o ala.