São Paulo F.C



Em busca do G-4, Muricy quer 'erro zero'

Ajustando a equipe, treinador quer melhorar o aproveitamento do Tricolor no Brasileiro e encostar nos líderes

DSC_0351.JPG

Por Site Oficial / saopaulofc.net

"A diferença para o pessoal de cima não é muito grande e temos de buscar isso". A análise do técnico Muricy Ramalho durante a coletiva de imprensa desta sexta-feira (8), após as atividades no Morumbi, resume a situação do Tricolor no Campeonato Brasileiro de 2014. Após 13 jogos, o São Paulo ocupa a sétima colocação, com 20 pontos ganhos, e luta para se reaproximar dos líderes.

E para integrar o G-4 novamente, o treinador tem ajustado a equipe durante a semana e orientado os seus comandados. Para bater o Vitória e retomar a caça pelo título do torneio, o treinador não quer ver o time perdendo pontos em casa e deixando espaços na marcação.

"Time que quer brigar pelas primeiras colocações não pode perder tantos pontos em casa, principalmente em jogos que estavam na nossa mão, como foi contra o Criciúma (1 x 1). A diferença entre os dois times foi muito grande, achamos o gol e a falta de atenção custou dois pontos muito importantes. Estamos conversando e espero que isso acabe", opinou.

Durante os treinos desta manhã e da última quinta (8), Muricy parou o trabalho tático diversas vezes e corrigiu o posicionamento dos atletas. No jogo-treino contra o Sub-20, no Morumbi, o técnico também aprimorou as cobranças de bolas paradas e conversou bastante com os atacantes, que buscaram mais vezes as finalizações.

"O que me deixa irritado é quando a gente não incomoda o goleiro adversário, como aconteceu contra o Chapecoense (1 x 0), quando produzimos muito pouco. Isso, com a qualidade do nosso time, não pode acontecer. Contra o Criciúma, a questão foi diferente, criamos, jogamos em cima do Criciúma o tempo todo e sabíamos que uma hora o gol iria sair. Só que aí falhamos e tomamos o gol de empate", acrescentou Muricy, que completou.

"Mas volto a dizer, se jogarmos como jogarmos contra o Criciúma, a chance de vencer é grande", finalizou o treinador são-paulino, que também garantiu as escalações de Denilson e Alexandre Pato. Assim, o Tricolor deverá começar a partida contra o Vitória com Rogério Ceni; Douglas, Rafael Toloi, Antonio Carlos, Alvaro Pereira; Denilson, Souza, Paulo Henrique Ganso e Kaká; Alexandre Pato e Alan Kardec.